quinta-feira, 16 de julho de 2015

Câmara de Maricá reduz salários de comissionados da prefeitura; mas a farra continua

ITAIPUAÇU SITE :: MARCELO BESSA - Na manhã desta quinta-feira (16) os vereadores de Maricá, em sessão extraordinária na câmara municipal, votaram e aprovaram unanimemente a redução de 20% nos salários dos funcionários comissionados da prefeitura.

A proposta, segundo informações, foi enviada à casa de leis pelo próprio Poder Executivo. De acordo com a comissão de justiça da câmara, a redução dos salários se deu em face às perdas significativas dos recursos provenientes dos royalties do petróleo.

Atualmente há cerca de 2 mil comissionados inseridos na folha de pagamento da prefeitura. A medida, no entanto, não afeta aos que ocupam cargo de secretário e "super secretário".

Quaquá e a farra de cargos comissionados (Por Ricardo Vieira Ferreira)

A primeira encenação do prefeito Quaquá se deu na inauguração do seu governo em 2009, acusando seu antecessor de ter deixado uma dívida de R$ 50 milhões e patrocinou a pantomima de assinar a posse, romanticamente, sob luz de velas. Apesar da afirmativa sobre a tal dívida, não vacilou em contratar pessoal comissionado passando de 377 cargos existentes em 2008 para 650 em 2009. 

Faltava dinheiro? No mesmo ano, 2009, criou 1 mil cargos comissionados e uma super secretaria para a digníssima primeira dama com 243 cargos, para ajudar sua campanha de 2010 à ALERJ. A fúria na gastança foi se agravando e dos 14,2% de participação de comissionados de livre nomeação em 2008, chegamos aos 46,2% em 2013 (dados divulgados pelo IBGE). O quadro dá a exata noção da verdadeira farra com o dinheiro dos impostos. 

Quaquá recebeu o governo com 2656 funcionários sendo 2279 concursados e apenas 377 comissionados. Em 2013 o quadro de pessoal cresceu 89,8% chegando aos 5043 com 2332 cargos comissionados. 






0 comentários:

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.