terça-feira, 29 de setembro de 2015

Em Maricá, funcionários das escolas ganham menos de um salário mínimo

Em Maricá, diversos funcionários de escolas estão recebendo menos de um salário mínimo e passando dificuldades em casa. Uma campanha foi criada em prol da arrecadação de alimentos não perecíveis para a doação. Inspetores de alunos, Serventes e Merendeiras concursados recebem hoje salário-base humilhante. Para se ter ideia, uma merendeira que prestou concurso público e todos seus processos legais recebe R$ 550,00 de salário base, o que não é o suficiente para alimentação, conta de luz, telefone, gás, etc.

De acordo com os funcionários, há quatro anos não há reajuste. A campanha ‘Quem tem fome tem pressa’, que arrecada alimentos e mantimentos, tem apoio do Sindicato dos Professores de Maricá.

“Nós, da Classe, não aguentamos essa humilhação. Somos servidores, mas somos desvalorizados com esse salário absurdo”, Comentou uma funcionária, que mostrou seu contra-cheque.

Hoje o salário mínimo é de R$ 788,00, mas alguns funcionários, como as merendeiras (R$ 550,49); Servente (R$ 641,87) e Inspetores de alunos (R$ 668,98) recebem menos do que o mínimo nacional.

Quem puder ajudar, pode levar um 1 kg de alimento ou mais, não perecível, na sede do Sineduc (Sindicato da Educação), no endereço: Avenida Roberto Silveira, 1361/1363, Flamengo, Maricá.

Fonte: Maricá Info





0 comentários:

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.