quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Sem água, moradores do 'Minha Casa Minha Vida' em Itaipuaçu já estão passando sufoco

REPORTAGEM :: MARCELO BESSA - Os novos moradores do Condomínio Residencial Carlos Mariguella, beneficiários do programa Minha Casa Minha Vida, no distrito de Itaipuaçu, em Maricá, estão sem água desde que se mudaram há 3 dias. Segundo informações, oito canos internos da Cedae estouraram assim que as torneiras foram abertas. Os moradores estão captando água em baldes do reservatório no próprio condomínio.

Técnicos da Cedae, da construtora responsável pela obra (Sertenge) e funcionários da Secretaria Adjunta de Saneamento estão no local tentando resolver os problemas.

Segundo um dos técnicos da Cedae, o condomínio foi entregue aos moradores antes da conclusão da obra. Entretanto, ressaltou que os vazamentos são normais durante os testes. Já o técnico da construtora Sertenge está trabalhando para resolver alguns problemas que surgiram nos sistemas de esgoto. E, segundo funcionários da prefeitura, tudo estará normalizado até sexta-feira.

Ainda de acordo com outras informações, cerca de 700 pessoas já habitam o local. A todo momento chegam caminhões de mudança. A expectativa é de que o número de novos moradores triplique até o final de semana.

Morador capta água do reservatório do condomínio
(Foto: Marcelo Bessa / Itaipuaçu Site)

Moradores saem para buscar água
(Foto: Marcelo Bessa / Itaipuaçu Site)

Local onde ocorreu um dos vazamentos dágua
(Foto: Marcelo Bessa / Itaipuaçu Site)




Cerca de 700 pessoas já habitam o local
(Foto: Marcelo Bessa / Itaipuaçu Site)

Caminhões de mudança chegam a todo instante
(Foto: Marcelo Bessa / Itaipuaçu Site)






5 comentários:

Lael Lael disse...

Se não tiver uma fiscalizaçao eficiente vai virar um favelão com milicia e tudo mais por que onde tem desordem tem crime.

Anônimo disse...

Desculpe-me Marcelo, mas esta é mais uma matéria que não enriquece muito o leitor, pois não vai fundo no que realmente interessa. Afinal esse projeto em Maricá está beneficiando pessoas de Maricá em situação de risco social ou é apenas uma distribuição de casas para apadrinhados políticos do PT, inclusive com a importação de pessoas de outros municípios. Os moradores de Maricá que se encontram em situação de risco e se inscreveram nesse programa foram beneficiados? Qual foi o critério adotado para distribuir casas construidas com dinheiro público? A mensalidade paga por esses moradores, varia de R$50,00 a R$80,00, cobre o custo de construção? Quem está pagando essa conta? Como ficam os moradores de Itaipuaçu que não tem asfalto, drenagem de águas pluviais, água tratada e coleta de esgoto e pagam mensalidades de R$1.500, 00 por suas casas também financiadas pela Caixa Econômica Federal? Quem estuda, trabalha e consegue pagar suas dívidas com seu esforço pessoal não tem direito de desfrutar de serviços públicos com o tributo pago por ele mesmo? Que país é esse que quem paga não tem direito a serviços públicos? Que país é esse? Ajude-me a entender, Cazuza!

Itaipuaçu Site disse...

Caro leitor anônimo, esta é apenas mais uma matéria informativa e imparcial baseada em denúncias dos próprios beneficiários que se mudaram para aquele condomínio há poucos dias e que desde então estão morando sem água nas torneiras. A matéria inclusive expõe pontos de vista, não só dos moradores, como também da prefeitura, Cedae e a construtora responsável pelo projeto. Quanto aos seus questionamentos, faça-os à prefeitura e, caso tenha algo a reclamar, procure o Ministério Público. Obrigado. Boa leitura!

Anônimo disse...

RESUMINDO: TUDO ISSO É CONSEQUÊNCIA DO GOVERNO CORRUPTO COMANDADO PELO FAMIGERADO PT. O FAMOSO CALABOCA, OBRA MAL FEITA POR INCOMPETENTES, SEM FISCALIZAÇÃO, ETC. ETC., TUDO PARA AGRADAR AO POVO. E O ROUBO CONTINUA, O POVO PAGANDO IMPOSTOS PARA COBRIR O ROUBO DELES.

Anônimo disse...

Que saudades que eu tenho do site Território Livre!

O segundo anônimo de cima para baixo.

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.