quarta-feira, 20 de abril de 2016

Fabiano Horta pede pra sair

MARCELO BESSA :: POLÍTICA - O deputado federal Licenciado e pré-candidato a prefeito de Maricá, Fabiano Horta (PT), pediu exoneração do cargo de Secretário de Desenvolvimento Econômico Solidário da cidade do Rio de Janeiro após o presidente do PT-RJ e prefeito de Maricá, Washington Quaquá, ter anunciado o rompimento com o prefeito do Rio, Eduardo Paes, em virtude do voto do deputado Pedro Paulo (PMDB) favorável ao impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT).

Segundo informações, Fabiano pretende voltar a assumir sua cadeira no Parlamento, em Brasília. Porém, ao que parece, ele dependerá da boa vontade do ex-presidente Lula que foi quem decidiu sobre o seu afastamento, pondo o ex-presidente da OAB-RJ Wadih Damous em seu lugar.

Entenda o caso

Em abril de 2015, para atender a um pedido de Lula, o PT carioca e Eduardo Paes decidiram trocar o secretário municipal de Desenvolvimento Econômico Solidário. Saiu Vinícius Assumpção e entrou o então novato deputado federal Fabiano Horta. A mudança tinha por objetivo permitir que Wadih Damous assumisse uma cadeira na Câmara dos Deputados — ele era o primeiro suplente do PT.

O ex-presidente considerava fundamental que Damous, ex-presidente da OAB-RJ, passasse a defender o governo no Congresso.

Submissão

Ligado a Washington Quaquá, prefeito de Maricá e presidente do PT estadual, Horta obedeceu, com a suposta promessa de que Paes transferiria mais recursos para a tal secretaria. Entretanto, sem orçamento próprio, a secretaria, por conta dos cortes feitos em 2015, ainda teve sua verba de custeio reduzida de R$ 950 mil anuais para R$ 300 mil.

E agora, José?



0 comentários:

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.