quinta-feira, 7 de abril de 2016

Polícia Civil abre inquérito para investigar vereadores de Maricá

Bons ventos parecem não estar soprando rumo aos vereadores Hélter Ferreira (PT), Adelso Pereira (SDD) e Frank Costa (SDD) na Câmara Municipal de Maricá. Após uma tramoia desastrosa arquitetada por eles contra o presidente da casa - vereador Chiquinho - durante a sessão legislativa da última quarta-feira (30/3), na qual ambos tentaram destituí-lo do cargo, a Polícia Civil bateu às portas dos gabinetes dos respectivos vereadores nesta quarta-feira (06), momentos antes da realização da nova sessão. Somente o vereador Adelso Pereira foi encontrado.

No início da sessão, após ser notificado por agentes da Polícia, 
Adelso (de terno claro) parece estar apreensivo
O motivo da ação policial é uma suposta falsificação de um documento apresentado na Câmara pela mesa diretora, encabeçada pelo "trio", no dia 28 de março. O registro de ocorrência na Delegacia (82ª DP) foi aberto pelo vereador Felipe Auni (PSD), autor da denúncia.

Segundo Auni, o memorando nº 15/2016 informa que o vereador Adelso Pereira não compareceria à sessão ordinária do dia 28 de março devido a um atraso num voo do Paraná para o Rio de Janeiro. Porém, no documento, assinado nessa mesma data, consta a assinatura de Adelso, levando a crer que tais vereadores fizeram uso de um suposto documento falso.

Os três vereadores foram intimados pelos agentes da Polícia Civil e terão de prestar esclarecimentos a respeito desse fato.



0 comentários:

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.