segunda-feira, 23 de maio de 2016

Em Maricá, descaso com a saúde continua e parece não ter fim

Por Marcelo Bessa - O desprezo do poder público com a saúde dos cidadãos em Maricá parece não ter fim. Segundo várias denúncias e informações, neste final de semana não houve atendimento pediátrico no Hospital Conde Modesto Leal e nem na Upa de Inoã, por falta de médicos.

Uma das denúncias vem de uma cidadã de Itaipuaçu, moradora do condomínio Carlos Marighela (Minha Casa, Minha Vida).

(Foto Arquivo: Marcelo Bessa / Itaipuaçu Site)
"Meu filho tem 4 anos e sofre com problemas respiratórios. No sábado ele acordou tossindo muito e levei ele na UPA,  em Inoã. Mas, quando cheguei lá, a atendente me disse que a unidade estava sem pediatra. Perguntei se no hospital do centro haveria médico e ela respondeu dizendo pra eu não perder tempo levando a criança até lá, pois lá também não tem. Tive que voltar pra casa e fiquei rezando pra que meu filho não piorasse. Hoje (segunda-feira), com esse tempo ruim e ele ainda tossindo, resolvi nem levá-lo pra escola. Não sei o que fazer... estou nervosa e apavorada. Tava pensando em levá-lo pra UPA de São Gonçalo, mas tô sem dinheiro e com medo de que possa chover...", desabafa a moradora.

"Parece que o prefeito só tá preocupado com as eleições. Semana passada ele mandou uns cinco ônibus pra cá pra buscar as pessoas daqui pro lançamento da campanha do Fabiano (Horta) lá no centro. Pra essas coisas ele gasta dinheiro...", reclama uma vizinha da moradora.

De acordo com as últimas informações, os pagamentos dos salários dos funcionários da saúde em Maricá, que até a semana passada estavam atrasados, ainda não foram totalmente pagos.



0 comentários:

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.