Vereador de Maricá se defende de suposta acusação de agressão

O final da tarde do domingo foi agitado na casa dos pais do vereador Filippe Poubel (PSL). Segundo informou o site LSM, as filhas gêmeas do vereador (com dois anos de idade) com a jovem Priscilla Cardoso estavam passando o final de semana na casa dos pais do vereador no condomínio Elisa, em Ponta Grossa, quando a mãe e a avó entraram em contato para pegar as crianças conforme combinado no final do domingo, principalmente depois de saberem que as crianças estariam com uma alergia devido a uma intoxicação alimentar. Mas, segundo relato, a mãe do vereador informou que as crianças só seriam entregues na manhã da segunda-feira e que estariam dormindo com o vereador.

Sabendo então do fato, a mãe das crianças,
acompanhada da avó materna, foram até a casa dos pais do vereador para levar o remédio para as crianças e, chegando ao local, constataram que havia uma festa e pediram para levar as crianças, o que segundo informações do boletim de ocorrência, foram impedidas pela mãe do vereador.


Ainda segundo os relatos, as três mulheres começaram uma discussão e a mãe do vereador acabou agredindo a jovem Priscilla (mãe das crianças) e ainda segundo o relato, ao tentar separar a confusão, o vereador teria agredido a avó materna da criança.


De acordo com informações complementares, não foi em momento nenhum citado o fato de que a mãe do vereador também foi duramente agredida. Segundo o vereador, em nota oficial na noite do domingo 29/07, afirmou não estar no local, sendo impossível o mesmo ter agredido alguém.

Policiais civis estiveram no condomínio Elisa na manhã desta segunda-feira à procura de imagens das câmeras de segurança mas constataram que nada havia sido gravado.

Segue abaixo a nota oficial do vereador, postado inclusive em redes sociais:

Nesta noite de Domingo, a falsidade moralista do PT se utilizou de mais um de seus fantoches políticos numa ação extremista. Sem qualquer motivo ou precedentes, Priscilla, minha ex-esposa juntamente com sua mãe Neide, invadiram a minha casa, mesmo sabendo do nosso relacionamento mantido apenas pelo bem estar de nossas filhas.

Em uma atitude passional e enraivecida, invadiram minha residência, encontraram minha mãe Graça Poubel, de 63 anos e iniciaram uma agressão.

Enquanto minha mãe estava em via de fatos com as duas, eu não estava no local, portanto, seria impossível eu ter agredido alguém.

Diversas testemunhas estavam no local, no momento do incidente, que podem comprovar todos os fatos relatados.

Edezio Cardoso, vulgo Edezio das mesas, com uma mensagem pronta, imediatamente após o incidente, partiu para o Facebook para me caluniar, cumprindo o papel que lhe foi proposto pelo governo. Inclusive já me ameaçou por diversas vezes em acabar com a minha vida e destruir minha carreira política, fato registrado na delegacia.

Cabe ressaltar que, Priscilla Jardim Cardoso, mãe das minhas filhas, está nomeada no governo do PT em Maricá na CODEMAR - Companhia de Desenvolvimento de Maricá - e sofre influência direta dos seus pais para prejudicar a minha imagem.

Reconhecemos a sujeira e extremismo com que o governo do PT tem varrido nossa nação, e esta é mais uma das maneiras da insuficiência deste governo, agredindo idosos, invadindo domicílio e buscando sujar a conduta de um cidadão de bem (quantos já sofreram isto).

Sei qual a intenção suja dessa jogatina política e apesar da minha profunda tristeza, não possuo um caráter agressor e creio que a justiça será feita! Confio em Deus e confio na Justiça.

Fonte: O Barão
Previous
Next Post »

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião. ConversionConversion EmoticonEmoticon

Thanks for your comment