Grand Marché de Itaipuaçu vendia meia tonelada de produtos impróprios para consumo

 | Por Gilson Barcellos
Moradores do distrito de Itaipuaçu, em Maricá, aplaudiram a ação do Procon Estadual nesta quarta-feira(03) em duas das três filiais da rede de Supermercados Grand Marché, que mantém o monopólio deste setor na localidade que tem o maior loteamento urbano do estado, o Jardim Atlântico, com uma população estimada em 60 mil habitantes. 

O descaso com os consumidores era tamanho que em apenas uma filial, a fiscalização recolheu quase que a totalidade dos 477kg e 468g de produtos impróprios ao consumo descartados pelos agentes do Procon. Recentemente, o Procon de Maricá também autuou o Grand Marché de Itaipuaçu que continua acreditando na impunidade. A fiscalização visitou outros 21 locais e todos foram autuados, inclusive a Padaria Lady Day, a mais frequentada do centro comercial do Barroco, o Boticário e as Lojas Americanas do Barraco já tinha sido autuado pelo Procon da Prefeitura de Maricá

Foram 468kg e 628g de produtos impróprios ao consumo encontrados somente em uma filial dos Supermercados Grand Marché  (Av. Carlos Marighella, 69). Dentre os produtos descartados, havia azeitonas, linguiça, mortadela e 339kg de presunto vencidos. Além disso, havia massa de pizza, picles, cebolinha cristal, conservas, azeitonas portuguesas, tomate seco, figo e laranja em calda sem especificação de data de validade. Os fiscais também descartaram pão e carnes que estavam mal armazenados, e constataram que o mercado havia aumentado o prazo de validade de produtos dado pelo fabricante. No entanto, como estes ainda estava dentro da validade original, os fiscais solicitaram a imediata alteração da data

.O mercado também possuía problemas estruturais, como: fiação exposta, ferrugem no teto e paredes, mofo, porta quebrada e portal ainda no cimento, sem acabamento. Ainda havia chão rugoso, ralo aberto, buracos com acúmulo de sangue no chão e tendais enferrujados no açougue. Não havia barreira entre a padaria e a área de vendas e as janelas estavam sem tela, entre outras irregularidades.
No mesmo estabelecimento não havia os cartazes de combate a violência contra a mulher e sobre a proibição da venda de bebida alcoólica a menores de 18 anos. Alguns produtos expostos não tinham o preço e não havia uma balança de precisão para uso do consumidor, nem um exemplar do Código de Defesa do Consumidor para consulta.

Dos 23 locais autuados, 19 deles não possuíam o certificado de aprovação do Corpo de Bombeiros. Na filial das Padarias Lady Day (Rua dos Lírios, 1245) também foram descartados dois litros e 800ml de achocolatado pronto e 480g de iogurte vencidos, além de 8kg e 360g de frios diversos sem especificação de prazo de vencimento. Além disso, a cozinha possuía azulejos, piso rugoso e com rachaduras, pontos de ferrugem nas prateleiras das câmaras frias e lixeira sem pedal. 

Balanço da Operação em Maricá

1 – Via Uno Papelaria (Rua Zumbi dos Palmares, 12): Ausência do certificado de Aprovação do Corpo de Bombeiros. Ausência do Livro de Reclamações. Ausência do cartaz com o telefone e endereço do Procon-RJ.

2 – Araken Rações (Av. Vitória Régia, S/N): Ausência do certificado de Aprovação do Corpo de Bombeiros. Ausência de preços nos produtos expostos.

3 – Bazar Multilimpeza (Rua dos Lírios, 1219): Ausência do certificado de Aprovação do Corpo de Bombeiros. Ausência do Livro de Reclamações. Ausência do cartaz com o telefone e endereço do Procon-RJ.

4 – Bia Calçados (Rua dos Lírios, S/N): Ausência do certificado de Aprovação do Corpo de Bombeiros.

5 – Class House (Av. Vitória Régia, S/N): Ausência do Alvará de funcionamento. Ausência do certificado de Aprovação do Corpo de Bombeiros. Ausência do Livro de Reclamações. Ausência do cartaz com o telefone e endereço do Procon. Ausência de preços nos produtos expostos.

6 – NJ Artigos para Festa (Av. Vitória Régia, S/N): Ausência do certificado de Aprovação do Corpo de Bombeiros. Ausência de preços nos produtos expostos. Ausência do Livro de Reclamações.

7 – Costa Verde Colchões (Av. Carlos Marighella, 254): Ausência do certificado de Aprovação do Corpo de Bombeiros. Ausência de preços nos produtos expostos.

8 – Drogaria Max (Rua dos Lírios, 1245): Ausência de preços nos produtos expostos. Ausência de Revista de Preços Médio ao Consumidor atualizada. Ausência do cartaz do Livro de Reclamações.

9 – Estilo Carioca (Av. Carlos Marighella, 737): Ausência do Alvará de funcionamento. Ausência do certificado de Aprovação do Corpo de Bombeiros. Ausência do Livro de Reclamações. Ausência do cartaz com o telefone e endereço do Procon. Ausência de cartão do CNPJ.

10 – Fruit Sabor (Av. Carlos Marighella, 222): Ausência do Alvará de funcionamento. Ausência do certificado de Aprovação do Corpo de Bombeiros. Ausência do cartaz do Livro de Reclamações. Ausência do certificado de potabilidade da água. Ausência de preços nos produtos expostos.

11 – Hospital dos Óculos (Av. Carlos Marighella, 737): Ausência de preços nos produtos expostos. Ausência do Livro de Reclamações. Ausência do cartaz com o telefone e endereço do Procon-RJ. Ausência do certificado de Aprovação do Corpo de Bombeiros.

12 – Lar e Cia (Av. Carlos Marighella, 8322): Ausência de preços nos produtos expostos. Ausência do certificado de Aprovação do Corpo de Bombeiros. Ausência do cartaz do Livro de Reclamações.

13 – Lojas Americanas (Av. Carlos Marighella, 222): Ausência de preços nos produtos expostos. Ausência do cartaz com o telefone e endereço do Procon-RJ. Ausência do cartaz do Livro de Reclamações. Ausência do certificado de Aprovação do Corpo de Bombeiros.

14 – Mundo em Patas (Av. Carlos Marighella, S/N): Ausência de preços nos produtos expostos. Ausência do Livro de Reclamações. Ausência do certificado do curso de qualificação do profissional de banho e tosa. Ausência do certificado de Aprovação do Corpo de Bombeiros.

15 – O Boticário (Av. Carlos Marighella, 32): Ausência do cartaz com o telefone e endereço do Procon-RJ. Ausência do alvará de funcionamento. Ausência do certificado de Aprovação do Corpo de Bombeiros. Ausência do Livro de Reclamações.

16 – Ocean Farma (Av. Vitória Régia, S/N): Ausência de preços nos produtos expostos. Ausência de Revista de Preços Médio ao Consumidor atualizada. Ausência do cartaz do Livro de Reclamações. Ausência do cartaz com o telefone e endereço do Procon. Ausência do certificado de Aprovação do Corpo de Bombeiros.

17 – Óticas Lima Costa (Av. Carlos Marighella, 32): Ausência de preços nos produtos expostos. Ausência do cartaz com o telefone e endereço do Procon-RJ. Ausência do certificado de Aprovação do Corpo de Bombeiros.

(GBNews)

Previous
Next Post »

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião. ConversionConversion EmoticonEmoticon

Thanks for your comment