Motoristas bêbados causam acidentes graves em Itaipuaçu

A noite deste sábado em Itaipuaçu foi marcada por dois casos de acidentes de trânsito; um, logo após o outro. O primeiro na altura do bairro Recanto III, e o outro em frente ao posto Ale, próximo ao Barroco. Nos dois, houve três vítimas com ferimentos, sendo que uma delas em estado grave e, em ambos os casos, os condutores dos veículos causadores dos acidentes estavam embriagados.


Rafael em estado grave a espera de
atendimento.
Foto: Marcelo Bessa / IS
Tudo começou por volta de 20h , quando o agente penitenciário Renato dos Santos Lemos (38) que conduzia o seu veículo Celta, acompanhado de uma mulher, em alta velocidade, vindo de Itaipu em direção ao centro de Itaipuaçu, causou vários acidentes. Na altura da subida da rua Capitão Melo, próximo ao bairro Recanto III, bateu violentamente na traseira do veículo Fiat Uno, conduzido pelo morador do Jardim Atlântico, Amaro Siqueira, que estava acompanhado de sua esposa e filha. Por sorte, nesse momento, ninguém se feriu. Todavia, sem parar, e dirigindo como um doido, Renato continuou com o trajeto.

Andressa, ferida, aguarda o SAMU
Foto: Marcelo Bessa / IS
Antes da curva de acesso à ponte quebrada, acertou violentamente um casal que trafegava numa motocicleta, deixando-os estendidos no chão, gravemente feridos e ensanguentados.  O agente do Desipe, perdendo o controle do carro, não conseguiu fazer a curva e atingiu uma outra moto, uma Honda Hornet, que estava estacionada em frente a um bar, cujo proprietário, dono de um Lava-jato, conhecido como "Pretinho", encontrava-se, naquele instante, dentro do estabelecimento jogando sinuca com os amigos.

A moto de Rafael. Totalmente destruída
Foto: Marcelo Bessa / IS
Sem ter pra onde fugir, com a dianteira do seu Celta bastante avariada e vendo o povo revoltado vindo em sua direção, Renato saiu do carro empunhando uma arma e deu alguns disparos para o alto. Mesmo assim, alguns moradores locais conseguiram dar o abafa e dominaram-no, ficando o clima naquele momento propício a um linchamento. Porém, uma viatura da polícia militar chegou bem a tempo de acontecer o pior.

Renato preso na viatura
Foto: Marcelo Bessa / IS
Imediatamente, os policiais detiveram o agente penitenciário, juntamente com a mulher, apreenderam a sua arma e puseram os dois no assento traseiro da viatura. Mesmo assim, o clima continuou quente, pois Renato, de dentro da viatura da PM, provocava os populares e os mesmos ficaram na iminência de arrancá-lo à força do veículo para linchá-lo. Temendo o pior, os policiais resolveram sair com a viatura dali e conduziram-no direto para a DP.

Enquanto isso, Rafael (22) e Andressa, atropelados em sua moto por Renato,  continuavam feridos, caídos no chão a espera do SAMU, que demorou cerca de 50 minutos para resgatá-los. Rafael foi encaminhado para o Hospital Conde Modesto Leal. Andressa foi para o Azevedo Lima, segundo informações.
O carro de Renato ficou com a
frente totalmente destruída.
Foto: Marcelo Bessa / IS
Moradores tentam arrancar Renato
da Viatura da PM
Foto: Marcelo Bessa / IS
O outro caso

A Hornet 1000 de 'Pretinho':
Perda Total
Foto: Marcelo Bessa / IS

Cerca de meia hora depois, na altura do posto Ale, próximo ao Barroco, aconteceu outro acidente. Um veículo Apollo prata, placa KUM 6999, trafegava normalmente, indo em direção ao Recanto, quando, na altura do posto, foi abalroado na lateral por uma pickup Mazda, placa LCU 3384, que invadiu a pista principal e fugiu logo em seguida.
O carro de Magrão
Foto: Marcelo Bessa / IS
No momento do acidente, o carona do carro atingido, um pintor, conhecido como "Careca", saiu do veículo se arrastando pelo asfalto e acabou perdendo os sentidos junto a um canteiro. O motorista, conhecido como "Magrão", misteriosamente, sumiu do local.

Careca: desacordado
Foto: Marcelo Bessa / IS
A pickup, que momentos antes havia fugido, acabou sendo localizada pela nossa equipe de reportagem, minutos depois, após uma denúncia de uma das testemunhas do acidente que havia saído em perseguição ao motorista fujão. O veículo estava estacionado na estrada de Itaipuaçu, próximo à rua dezoito, em São Bento da Lagoa, com o motor em funcionamento e o seu condutor, aparentemente "apagado" ao volante.

O dono da pickup, um senhor, visivelmente alcoolizado, que se identificou como sendo dono da oficina "Gaúcho's Carros", foi abordado pelos Sargentos Mendes e Roberto, do 12º BPM, que, educadamente, solicitaram-no que entrasse na viatura, no banco traseiro, a fim de que eles pudessem conduzi-lo à delegacia. Entretanto, Gaúcho não quis obedecer aos policiais e ainda quis 'criar um caso', desafiando-os. Depois de muita paciência por parte dos policiais, Gaúcho acabou sendo introduzido, à força, dentro da caçamba da viatura e levado para a 82ª DP.

Gaúcho "apagado" ao volante da sua pickup após a fuga
De acordo com informações, nenhuma das vítimas faleceu, mas Rafael encontra-se em estado grave. A sua esposa, Andressa, teve alguns ferimentos pelo corpo mas encontra-se fora de perigo. Careca, o pintor, teve ferimentos leves no braço. Seu parceiro, Magrão, ainda está sumido e seu carro foi retirado do meio da rua pelos Sargentos Mendes e Roberto.

Os dois causadores dos acidentes desta noite, Renato e Gaúcho, segundo informações do Sargento Mendes, devem ser liberados, mas responderão por seus atos, na justiça.




Previous
Next Post »

21 comentários

Click here for comentários

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião. ConversionConversion EmoticonEmoticon

Thanks for your comment