Rafael foi transferido para o Azevedo Lima e por enquanto encontra-se estabilizado no CTI



Depois de muitas horas de tensão, finalmente, na madrugada desta terça-feira (30), Rafael Pinheiro, acidentado na noite do último sábado em Itaipuaçu, conseguiu ser transferido do hospital Conde Modesto Leal, em Maricá, e deu entrada no hospital Azevedo Lima, em Niterói.

Segundo relatos à nossa equipe de reportagem, feitos por Mônica Hatickvah, que foi quem primeiro socorreu Rafael e tem o acompanhado em todos os momentos desde o instante em que ele se acidentou, graças à persistência do sogro do rapaz, que, com uma liminar judicial em mãos, por volta das 19h de ontem, depois de várias negativas de acolhimento por parte de diversos hospitais particulares, fez plantão dentro do Azevedo Lima, e ficou insistindo incansavelmente junto a toda a diretoria do hospital para que acolhessem Rafael, até que, finalmente, à meia-noite, surgiu uma vaga.

Ainda de acordo com as informações de Mônica, durante praticamente toda a tarde de ontem, após a veiculação do estado de risco de morte de Rafael pelo IS e por toda a rede da internet, em compartilhamentos através do Facebook, centenas de pessoas ligaram para o seu celular para prestar solidariedade a Rafael, inclusive, até de outros Estados. Uma pessoa ligou de Itaperuna oferecendo uma vaga num hospital de lá.

Rafael chegou ao hospital Azevedo Lima às 2h30 desta terça-feira e, após uma primeira avaliação, devido a fortes dores, os médicos optaram por sedá-lo e encaminharam-no diretamente para o CTI. Hoje, pela manhã, foi realizado um exame tomográfico.

Embora o paciente se encontre ainda em estado grave, porém, estabilizado, e, tendo ele chegado do hospital de Maricá bastante debilitado devido à falta de estrutura de tratamento, os médicos do hospital Azevedo Lima optaram por aguardar durante um prazo de 72 horas para observá-lo antes de operá-lo.

Rafael, além de apresentar vários edemas e traumatismo craniano,  ainda possui mais três fraturas: uma no fêmur e as outras no joelho e no braço esquerdo.

A boa notícia, segundo informações de Mônica, é que, por causa dos novos medicamentos, aparentemente, os inchaços em várias partes do corpo de Rafael já começaram a desinchar. A outra boa notícia é que o paciente não se encontra em coma, mas ainda está em observação.

A companheira de Rafael, Andressa, que estava com ele na garupa da sua moto no momento do acidente, e que também ficou muito ferida, já está de alta e passa bem.

A família está filtrando as visitas, só de parentes e familiares, em duas pessoas por vez, e solicitou à nossa reportagem a divulgação de uma nota na imprensa, para que os amigos de Rafael não o visitem nos próximos dias. Dezenas de pessoas estiveram hoje no hospital Azevedo Lima à procura de notícias sobre o estado de saúde de Rafael.

Rafael Pinheiro tem 22 anos, mora em Itaipuaçu e trabalha na área de construção civil.

Para entender o que aconteceu, clique nos links abaixo:

http://www.itaipuacusite.com.br/2012/10/motoristas-bebados-causam-acidentes.html

http://www.itaipuacusite.com.br/2012/10/rapaz-gravemente-ferido-por-agente-do.html


Previous
Next Post »

6 comentários

Click here for comentários

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião. ConversionConversion EmoticonEmoticon

Thanks for your comment