sexta-feira, 30 de agosto de 2013

Prefeitura de Maricá responde ao IS sobre o descaso de Quaquá com o Pronasci

Vinte quatro horas depois da publicação da reportagem sobre o descaso do prefeito Washington Quaquá (clique aqui para ler) com a população, o convênio assinado por ele, em 2009, junto ao Governo Federal para a implantação do Pronasci (Programa Nacional de Segurança com cidadania) no município de Maricá, a prefeitura enviou resposta à redação do Itaipuaçu Site. Confira, a seguir, na íntegra:

A Prefeitura de Maricá informa que:

- a Associação de Moradores e Amigos de São Bento da Lagoa (AMISTA) foi uma das bases escolhidas para abrigar um telecentro previsto no Programa Nacional de Segurança com Cidadania (Pronasci). Porém, por considerar que não havia segurança para a guarda do material na sede da associação, enquanto o local passasse pelas adequações necessárias a Prefeitura concordou em guardar os equipamentos com o então presidente, tratado como fiel depositário. Antes que o centro pudesse funcionar, houve uma eleição na associação e o resultado está sub judice. A Prefeitura aguardava uma decisão final, mas em função da demora determinará a devolução dos equipamentos;

- A prefeitura informa, ainda, que o Ministério da Justiça prorrogou até 2014 o prazo para a implantação da central de vídeo monitoramento na cidade, que será construída pela Prefeitura e administrada pela secretaria municipal de Segurança. Pelo convênio, o valor aplicado pelo governo federal – R$ 830 mil do Pronasci – destina-se à compra de equipamentos da futura central e à instalação de câmeras de vídeo monitoramento em Inoã, São José do Imbassaí, Barra de Maricá, Cordeirinho e Ponta Negra.

- A atual administração esclarece que o recurso já foi liberado pelo ministério e está depositado em uma conta da Caixa Econômica Federal. Sobre a construção da Central, a Prefeitura ressalta que fez uma alteração no projeto e o prédio com três andares será erguido no Centro e não em Araçatiba, como previsto inicialmente. A administração acrescenta ainda que a obra está em fase de licitação.

3 comentários:

ROBINHO PLUTÃO COM "L" disse...

SR. EDITOR, FICA AINDA A PERGUNTA, QUANTOS KITS FORAM ENVIADOS PARA MARICÁ, PELAS INFORMAÇÕES QUE OBTIVE, FORAM PELO MENOS 10 KITS, CADA UM COM 11 COMPUTADORES E DEMAIS ACESSÓRIOS, AONDE ESTÃO? E AS ASSOCIAÇÕES QUE FORAM CONTEMPLADAS, AGORA QUE SE FAZ A DENÚNCIA DO DESCASO, A PREFEITURA DECIDE RETIRAR OS EQUIPAMENTOS, E ENQUANTO NÃO HOUVE A PREFEITURA FOI OMISSA, OU A SECRETARIA DE ASSUNTOS FEDERATIVOS, QUE TEM A FRENTE O SR. FABIANO FILHO, FOI IRRESPONSÁVEL, POR TAIS FATOS. E DIZER QUE A PRESIDÊNCIA DAQUELA ASSOCIAÇÃO ESTÁ SOB JUDICE E ELES ESTAVAM AGUARDANDO A DECISÃO JUDICIAL,A DISPUTA ELEITORAL PELA ASSOCIAÇÃO DE SÃO BENTO, ACONTECEU AGORA EM 2013,E A PARCERIA É DE 2009 E ATÉ HOJE NADA FOI FEITO, PASSARAM-SE OS ANOS DE 2010, 2011, 2012 e ESTAMOS EM 2013, E SÓ AGORA ELES IRÃO TOMAR PROVIDÊNCIAS, OU EU ESTOU EM CUBA? SR. ROBERTO ALMEIDA, FAVOR ENCAMINHAR DENÚNCIA AO MPF-MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL, NO CENTRO DO RIO, ACREDITO QUE ELES TERÃO INTERESSE EM ACOMPANHAR SEU CASO. JÁ É HORA DE MARICÁ, DAR UM BASTA NESTES SECRETÁRIOS QUE NÃO TEM COMPROMISSO COM A CIDADE.

ITAIPUAÇU NEWS disse...

Denuncio o mesmo na outra Associação próxima a AMISTA. O nome da associação é AMARI que fica no Recanto de Itaipuaçu. Outro dia fui até lá e fui informado que não existe Telecentro nenhum e a tal de fábrica verde nem existe mais. Já disseram que sumiram os computadores doados e o secretário que me atendeu é um total desinformado. Não atende bem as pessoas e não possui conhecimento do funcionamento da mesma.

Anônimo disse...

Esclarecimento da nota da “Prefeitura”
Estes equipamentos (Computadores) foram entregue em fevereiro de 2011, na época Vice Presidente da AMISTA, fui comunicado no dia (pela manhã) da entrega do material, portanto de surpresa, pois até então a prefeitura não deu quaisquer esclarecimento do assunto. No final da tarde chegou um caminhão escoltado por dois carros da Guarda municipal, com agentes mais a Sr.ª Lene e seus assessores, um fotógrafo da Prefeitura e mais dois veículos que pareciam ser seguranças., e mais alguns membros da Diretoria presentes ao ato, o material foi colocado na sala da Sede da AMISTA, inclusive, fui fotografado assinando a Nota fiscal da transportadora e todo equipamento. Após a saída dos entregadores a Sr.ª Lene, mandou que as pessoas que a acompanhavam retirassem os equipamentos e colocassem nos carros da Guarda Municipal. Prontamente interpelei dizendo que se o material era para a AMISTA deveria ficar na Sede, a mesma alegou que os equipamentos iriam para a Secretaria Municipal de Assistência Social para que fossem usados pelos servidores; Começou o impasse, pois se eu autorizasse a saída nunca mais ia tê-los de volta, a Sr.ª lene entrou em contato com o Sr.º Fabiano Filho (Secretário de Assuntos Federativos) e negociou a ida dos equipamentos para minha residência (compromisso assumido e assinado por mim e Srª lene na Nota Fiscal), pois lá tenho Câmeras de segurança e local apropriado para a guarda, (de fevereiro 2011 até a presente data). Os móveis foram para a residência do Assessor jurídico e fiel escudeiro do Srº Fabiano, o Drº Romildo, e após um ano na varanda da residência, foi solicitado que arrumássemos um local para a guarda dos móveis que estão na sede da AMISTA apodrecendo, pois foi prometido pelo Sr.º Fabiano Filho em reunião na Sede da AMISTA no mês de março de 2011 a construção da Praça da AMISTA e nesse pacote incluiria a nova Sede. Mostrou-nos o Projeto da Praça afirmando que isso tudo ficaria pronto em 6 meses, a partir de agosto de 2011 fui por diversas vezes na Assuntos federativos cobrar a obra, só dependia dele Srº Fabiano Filho dar ao Secretário de Obras a “Ordem de inicio” Portanto, a resposta da “Prefeitura”, que deveria conter o nome de quem respondeu, já que o mesmo não está a par dos acontecimentos e escreveu bobagem, pois não existe antes do “Telecentro ficar pronto”, pois a promessa da Prefeitura não foi cumprida com a obra para o funcionamento das atividades desde fevereiro de 2011. A eleição da AMISTA ocorreu agora em abril de 2013, foi contestada por mim na justiça e está aguardando decisão favorável a anulação do pleito a qualquer momento, cabendo informar que não existe “eleição sub judice”, pois a sede continua no lugar funcionando como pessoa jurídica, o que está em questão são problemas internos, o que não impede seu funcionamento.
Pergunta:
No Projeto existe a contratação de dois monitores, que sejam moradores do local para ensinar as pessoas que participam do Projeto com salários, que já estavam disponíveis numa conta bancária. Quem está recebendo esse dinheiro, onde foi parar os bolsistas?
Se os equipamentos estão muito bem guardados a mais de 2 anos na minha residência, porque agora a pressa de retira-los?.
Espero que não queiram sujar o meu nome nem o da Associação de Moradores pois estamos fazendo um trabalho sério e honesto a frente da Direção da AMISTA, qualquer que seja o ato, será discutido na justiça, e aceitando a sugestão do companheiro acima estamos com nossos advogados preparando um documento ao Ministério Publico para que o Srº Fabiano Filho esclareça as duvidas levantadas pela reportagem.
Nota: Acreditamos que o Sr Prefeito não está a par desses acontecimentos e gostaríamos imensamente de um agendamento em seu gabinete com todas as partes envolvidas para dirimir a questão. Informo também que para tudo que relatei tenho documentos que comprovam os fatos e fotos.
Atenciosamente,
Roberto S. Almeida
Pelo processo da continuidade
Presidente da AMISTA

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.