Ônibus comprados pela prefeitura enferrujam no aeroporto

Já faz um mês que os dez ônibus comprados pelo prefeito de Maricá, Washington Quaquá (PT), com dinheiro público, para, segundo ele, combater o monopólio da empresa de transportes Viação Nossa Senhora do Amparo, estão estacionados no aeroporto, em Araçatiba, descobertos, à mercê das chuvas e da forte maresia presente na região.

Foto aérea do Aeroporto de Maricá. ônibus do prefeito
estacionados ao relento. (Foto: Felipe Pereira)
Quaquá, que responde a vários processos na justiça, e que fora recentemente, duas vezes, condenado por improbidade administrativa, estando, inclusive, inelegível por um período de oito anos, não para de agir equivocadamente.

Esta questão, de acordo com empresários e especialistas do ramo, é mais complexa do que a forma com que o prefeito vem conduzindo, segundo eles, irresponsavelmente.

"Eu ainda não consegui entender como esse prefeito, antes mesmo das tais audiências públicas, ou do preparo das infraestruturas pertinentes a essa nova empresa (Maricá Transportes Públicos S/A), realiza um gasto desse! O resultado está aí, o dinheiro do povo sendo mais uma vez jogado no lixo!", diz um empresário e morador.

"Não precisa pesquisar muito, nem ir muito longe para conferir os devaneios abilolados desse prefeito. Basta ver as obras inacabadas, entre as quais a famigerada Ponte da Barra, sem contar com suas inúmeras promessas que acabaram levadas pelo vento!", opina um internauta na rede social Facebook.

De acordo com empresários do ramo, uma empresa de transportes coletivos requer mínima estrutura para manutenção dos veículos, como por exemplo: garagem, oficina, lubrificação, lavagem, borracharia, funilaria, administração, funcionários, motoristas, etc.

Segundo fatos recentes, Quaquá expulsou, arbitrariamente, as empresas, que por sinal funcionavam há mais de 40 anos, do aeroporto e, lá, ao que parece, pretende instalar a sua empresa e de seus "sócios anônimos". Porém, o Aeroclube, uma das escolas de pilotagem expulsas, está tentando, na justiça, retomar as suas instalações e atividades. De acordo com informações, o juiz da 2ª Vara Cível, Fábio Ribeiro Porto, pretende prolatar sua decisão antes do recesso.

Assim, dependendo da decisão da justiça, os planos do prefeito e demais "sócios" podem cair por terra.

Previous
Next Post »

8 comentários

Click here for comentários

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião. ConversionConversion EmoticonEmoticon

Thanks for your comment