segunda-feira, 28 de março de 2016

Moradores da Rua 22, no Barroco, criam sistema próprio de segurança

ITAIPUAÇU (MARICÁ) - Cansados de serem vítimas de ladrões e criminosos, moradores da rua 22 - no Barroco, criaram o projeto "Vizinhança Solidária".

Cap. Barreto, apoio incondicional
(Foto: Marcelo Bessa)
De acordo com a moradora Walquíria, a ideia nasceu após alguns assaltos ocorridos nas residências em poucas semanas. A partir de então, os moradores se reuniram com os comandantes da Polícia Militar, Coronel Salema (12º BPM) e Capitão Barreto (4ª Cia), e resolveram melhorar o projeto de segurança com rondas diárias de patrulhamento e instalação de câmeras e placas nos portões das residências.


Além do apoio das autoridades policiais, os moradores criaram um grupo no aplicativo de comunicação instantânea WhatsApp, denominado “LOUCOS da 22”, no qual cada vizinho ajuda a cuidar da segurança da casa do outro. "Você toma conta da minha casa, eu tomo conta da sua quando você não pode e a gente usa a tecnologia para se comunicar", explica a moradora.


"Não colocamos monitoramento na rua, porque o custo era muito alto. Porém, a maioria adquiriu e instalou câmeras, favorecendo assim, o monitoramento e segurança de toda a rua. Em 3 meses houve seis casos de arrombamentos e furtos. Como as invasões aconteceram em um prazo que achamos muito curto para uma quadra muito pequena, juntamos os “BOs” e levamos o caso diretamente ao Comandante da 4ª CIA o Capitão Barreto, que de pronto, nos apoiou e intensificou a ronda em nossa rua, bem como no entorno", concluiu.

Lâmpadas dos postes sendo trocadas
Ainda segundo a moradora, outro fator importante foi a reposição de lâmpadas queimadas nos postes, o que melhorou substancialmente a iluminação local durante a noite. Recentemente, eles reivindicaram junto à prefeitura e estão aguardando o serviço de poda nas árvores.





3 comentários:

Mônica Hatickvah disse...

Nós como sociedade civil, que entendemos que os últimos e o atual governo estadual, destruíram todo o sistema de saúde, educação e de segurança do nosso Estado.
Temos a obrigação de criarmos saídas para este caos, que neste caso, a questão aqui é a da segurança pública em Maricá. A PMERJ está sucateada, desarmada, desmotorizada, com salários baixos e atrasados.
Chega a ser criminoso expor esses funcionários públicos as ruas para combater a criminalidade fortemente armada!
Sem contar que a baixa do seu efetivo é vergonhosa em todos os municípios do Estado!
O 12¤ Batalhão e a 4a CIA estão se desdobrando em mil para conter uma criminalidade que aumentou assustadoramente e consequentemente com o altíssimo crescimento populacional de Maricá nos últimos 7 anos! Principalmente no Distrito de Itaipuaçu!
Não há como viver marcando reuniões e só cobrando, cobrando e cobrando!!!
Vamos apresentar idéias e parcerias!
Só assim, num Estado sucateado e roubado poderemos ter alguma segurança!
Obrigada, Capitão Marcelo Barreto (4a CiA)!
Obrigada Coronel Fernando Salema 12¤ Batalhão!
Obrigada, Alberto Sub-secretário de segurança Pública!
Obrigada Marcelo Barroco Sub-secretário de iluminação Pública!
E muito obrigada ao DPO-BARROCO, ressaltando o PM Gomes e o PM Coutinho, da PAMESP RECANTO, que são incansáveis em diversas rondas pela madrugada!
SOCIEDADE CIVIL EM PARCERIA COM A PMERJ!
#VizinhançaSolidária
#Juntossomosmaisfortes!

Anônimo disse...

GOSTEI, ADOREI. PARABÉNS MÔNICA HATICKVAH, PESSOAS COM IDÉIAS INTELIGENTES COMO VC QUE ITAIPUAÇU TÁ PRECISANDO.
VAMOS NOS UNIR, ITAIPUAÇU NÃO MERECE QUE BANDIDOS TOMAM CONTA DESSA CIDADE TÃO LINDA, PORÉM, ABANDONADA PELA PREFEITURA. PARABÉNS TAMBEM A TODOS OS NOMES QUE VC CITOU E QUE FAZEM PARTE DE NOSSA SEGURANÇA.

Brazilian Heart disse...

Parabéns, Monica, todos os moradores que se uniram e todas as autoridades que estão não só ouvindo mas fazendo alguma coisa! Minha irmã foi assaltada na Viação N Sra do Amparo e vive estressada com essa situação absurda. Por um acaso existe algum abaixo assinado para pressionar o governo do Rio? Obrigada pela atenção.

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.