quarta-feira, 11 de maio de 2016

Secretário de Segurança limita atuação da Guarda Municipal de Maricá

Por Marcelo Bessa - No município de Maricá, cerca de 160 servidores compõem a Guarda Municipal. No entanto, esses profissionais quase não são vistos nas ruas da cidade. Pelo menos 60 guardas estão encostados ou sem funcionalidade. Outros, atuam em algumas localidades próximo ao Centro. Porém, a maioria está trabalhando no bairro do Bananal, reduto eleitoral do secretário de Segurança Fabrício Bittencourt.

Em Itaipuaçu, por exemplo, não há sequer um guarda. Segundo informações, trata-se de uma retaliação aos moradores daquela localidade orquestrada pelo próprio secretário, já que lá, o mesmo não obteve boa votação nas últimas eleições municipais da qual fora candidato a vereador.

De acordo com outras informações, durante esta gestão, os guardas municipais ainda não receberam nenhum reajuste salarial. Em Maricá, segundo informações, um guarda recém formado ganha pouco mais de R$ 700,00. Já em São Gonçalo, município vizinho, o mesmo aspirante inicia carreira com salário de R$ 2 mil.

Comissionados substituem guardas de trânsito

Maricá: Orientadores de trânsito multam irregularmente
(Foto: João Henrique / Maricá Info)
Ainda em Maricá, desde o início do ano, 40 comissionados da Prefeitura, por iniciativa do então secretário adjunto de Transporte e Trânsito, o vereador Filipe Bittencourt, foram nomeados "orientadores de trânsito". Na ocasião, o então subsecretário ressaltou que o papel deles no trânsito de Maricá seria de caráter organizacional e educativo, não fiscalizador.

Porém, um mês após sua implantação, ocorreram inúmeras denúncias e reclamações de que esses "orientadores" estariam agindo irregularmente, aplicando multas.

Mas, segundo a Secretaria Adjunta de Transportes e Trânsito, os orientadores apenas anotavam as placas dos carros infratores e repassavam posteriormente a um guarda municipal.



2 comentários:

Anderson disse...

Eu não vejo nenhum no Centro desde o carnaval.
Alguém tem visto os guardas nas ruas?

JOSÉ CARLOS disse...

A contratação desses "orientadores" de trânsito, tem cunho eleitoreiro, pois esss contratados ficam devendo favor a quem os contratou. Sem falar da má versação do erário público, pois existem os guardas que receberam uma excelente qualificação profissional para poderem atuar no trânsito. Aí contratam esses "orientadores" que até se esforçam para fazer o trabalho q seria do guarda. E ainda cometem um grave erro, ou seja, anotar placas e passar para um GM agente de trânsito.

Postar um comentário

ITAIPUAÇU SITE - MÍDIA LIVRE E OFICIAL DE NOTÍCIAS DE MARICÁ - O Itaipuaçu Site reserva o direito de não publicar comentários anônimos ou de conteúdo duvidoso. As opiniões aqui expressas não refletem necessariamente a nossa opinião.