27 de fevereiro de 2015

Agenda cultural: confira o que rola neste final de semana nos bares de Itaipuaçu

Acompanhe toda a programação cultural deste final de semana em Itaipuaçu. Ótimos artistas e músicos locais apresentam repertórios variados para todos os gostos nos melhores bares e casas noturnas da cidade. Em destaque: Jack Rocha, Marcelo BessaMackio GabrielLéverton e BrunoGrupo Sintonia, Lina Bastos, Herica Velasco, Luiz Barreto, Thunderock, Rock HD Band e muito mais. Confira!

Sexta-feira, 27 de fevereiro


Jack Rocha - Bar da Andrea, 21h
Jack Rocha, com Marcelo Bessa e Mackio Gabriel (MPB, POP, Samba). Local: Bar da Andréa - Av. Zumbi dos Palmares (antiga Av.1), Shopping Aquamarine, atrás do DPO, a partir das 21h.

Grupo Sintonia - Classe A, 21h
Grupo Sintonia (Samba de Raiz). Local: Classe A - Avenida Zumbi dos Palmares, esquina com rua 34, Jardim Atlântico, a partir das 21h.





Lina Bastos - Dona Cerveja, 21h
Lina Bastos (Clássicos do Samba). Local: Bar Dona Cerveja - Av. Carlos Mariguella (antiga Estrada de Itaipuaçu), esquina com a rua 10, São Bento da Lagoa, a partir das 21h.

Léverton e Bruno - Peixe Frito, 21h



Léverton e Bruno (MPB, Pagode, Sertanejo, Forró). Local: Peixe Frito 5 Irmãos - Rua 34, quase esquina com rua 7, Jardim Atlântico, a partir das 21h


Sábado, 28 de fevereiro

Herica Velasco - Butekyto, 21h30
Herica Velasco (MPB, Pop Rock). Local: Butekyto das Meninas  Rua 36, esquina com rua 1, próximo à praia, Jardim Atlântico, a partir das 21h30.


Thunderock - Diferente, 21h30
Thunderock (Clássicos do Rock). Local: Bar Diferente - Av. Carlos Marighella (antiga Estrada de Itaipuaçu), entre as ruas 13 e 14, São Bento da Lagoa, a partir das 21h30.


Rock HD Band - Terraço Blues, 19h30
Rock HD Band (Rock). Local: Terraço Blues - Praia do Francês, esquina com a rua 83, Jardim Atlântico, a partir das 19h30.

Luiz Barreto - Shopping Veneto


Luiz Barreto (Voz e Guitarra - MPB, Rock, Pop, Internacionais). Local: Local: Shopping Veneto (rua 34, esquina com a rua 05), a partir das 20h30.


Domingo, 01 de março

Grupo Sintonia (Samba de Raiz). Local:Bar Vem que Tem - Praia de Itaipuaçu, esquina com rua 1, Jardim Atlântico, a partir das 17h.


Nota da redação: Inserções e atualizações poderão ser efetuadas a qualquer momento nesta programação. Bom divertimento a todos.








Marcadores: , , , , , , ,

26 de fevereiro de 2015

Prefeitura de Maricá desperdiça material de obras em Itaipuaçu após eleições

O povo do distrito de Itaipuaçu sofre com o descaso da Prefeitura Municipal de Maricá há décadas, tanto pelo atual governo, do PT, como dos anteriores. Passadas as eleições, na qual foram eleitos os candidatos de S. Excia. Quaquá, atual prefeito e coronel da cidade, os resquícios da enganação estão bem visíveis nas ruas. Milhões de reais em materiais de construção, incluindo areia, areola, pó de pedra e manilhas foram largados e abandonados pela Secretaria de Obras.

As provas do desperdício estão por todos os lugares, em diversos bairros. Em São Bento da Lagoa, por exemplo, onde o prefeito semanas antes das eleições anunciou obras de urbanização em todo o bairro, encontram-se montanhas de material de brita espalhadas ao longo da Rua 34, entre a Avenida Zumbi dos Palmares (antiga Av.1) e a Rua 19.

Na Rua 14, encontramos uma situação bizarra e escandalosa: um trecho da via com rachaduras, valas e crateras enormes. Às margens dessa rua, placas da prefeitura avisam aos moradores e passantes que a mesma foi asfaltada. Só pode uma piada, e de muito mal gosto. Enquanto isso, a "oposição" adormece...

Material desperdiçado após as eleições
Placa indica que a rua foi asfaltada

Valas na rua "asfaltada"

Rachadura enorme e perigosa

Reportagem e fotos: Marcelo Bessa







Marcadores: , , , , , , , , , , ,

Nossos heróis morreram de overdose?

Por Adilson Pereira - Este é Jonathan Dwight Jones, profissionalmente conhecido como Jon Jones, o maior lutador de MMA "peso por peso" da atualidade. Jon Jones é o rosto masculino usado pela equipe de marketing da maior corporação mundial de eventos esportivos, a ZUFFA, que controla o UFC. Mas, o mundo da luta desmoronou quando o teste de dopagem de mr. Jones deu positivo para, pasmem, COCAÍNA.

Uma das maiores referências mundiais para nossos jovens, Jon Jones foi INOCENTADO pela corte arbitral sob a seguinte alegação:
- A cocaína é uma "DROGA RECREATIVA".
A verdade é que a maior expressão midiática do UFC não poderia de forma alguma ser punido, pois haveria uma avalanche de rescisões contratuais e o mundo das lutas seria ferido mortalmente.

O homem-forte do UFC, Dana White, fez um discurso emocionado desejando sucesso a Jon Jones na clínica de reabilitação. Para surpresa de todos, a mãe de Jones, talvez a única realmente preocupada com a vida do filho, disparou na imprensa que o moço não permaneceu nem 24h na clínica teatral. Meu desejo é que Jon Jones seja homem o suficiente para admitir que está DOENTE, que precisa de tratamento físico, emocional e, principalmente, afaste de si os abutres financeiros que empurram sua vida às profundezas da mais fétida lama do show business.

Que os responsáveis pela classificação da cocaína como DROGA RECREATIVA tenham em mente que esta é uma DROGA ASSASSINA, responsável pela morte de milhares de crianças todos os anos no mundo.

Pais, Assumam sua responsabilidade! Sejam as verdadeiras referências na vida de seus filhos! Não podemos permitir que nossos filhos admirem heróis que banalizam nossos piores pesadelos. Pais, sejamos pais!!!







Marcadores: , , , , , , ,

Internet: COMSINAL monta suporte técnico emergencial na Praça do Barroco

Em virtude de várias reclamações, a empresa fornecedora de internet COMSINAL do BRASIL montou uma base, em caráter emergencial, na Praça do Barroco, no centro de Itaipuaçu, para dar suporte técnico aos seus clientes que, após as chuvas, ficaram sem sinal.

De acordo com um dos donos da empresa, Sr, Carlos, a base improvisada permanecerá no local, se preciso for, até o sábado da semana que vem. Ainda segundo ele, a empresa tem está reformulando toda sua estrutura operacional para melhorar o atendimento e o serviço.

Técnico da COMSINAL atende ao público na Praça do Barroco
(Foto: Marcelo Bessa / Itaipuaçu Site)
"Estamos montando um escritório no bairro São Bento da Lagoa e, a partir de então, a qualidade do serviço e atendimento deve melhorar substancialmente. Estamos pedindo desculpas aos nossos clientes que ficaram sem conexão e pedimos só mais um pouquinho de paciência, afinal foram cerca de sete raios simultâneos que atingiram os postes onde passam os nossos cabos. Iremos atender todos na medida do possível e por isso estamos montando uma pequena base emergencial para suporte técnico na Praça do Barroco, em frente ao DPO", esclarece o Sr. Carlos.

Direito de resposta

Devido à última reportagem do Itaipuaçu Site, sob o título Cabos da "Comsinal" ligados à rede elétrica causam estragos em equipamentos de usuários, a COMSINAL esclarece que há um grande equívoco na matéria, pois os cabeamentos da empresa não estão ligados à rede elétrica nos postes. Os cabos saem de suas bases operacionais situadas em vários pontos da cidade e distribuídos às residências dos usuários através de fiação independente.

"Da maneira que está no texto da reportagem fica parecendo que fazemos "gato" na rede elétrica da AMPLA, o que não é verdade! Temos nossa rede totalmente independente. Apenas usamos os posteamentos para levar os cabos até as residências dos nossos clientes. O que aconteceu no último temporal foi um caso surreal, pois, infelizmente, nossa rede foi afetada por uma sequência de 7 raios!", justifica um dos sócios da empresa, Sr. Carlos.

__ Estamos montando uma grande base operacional em um escritório no bairro São Bento da Lagoa e a qualidade do nosso serviço vai melhorar bastante!, completou.





Marcadores: , , , , , , ,

25 de fevereiro de 2015

Porto de Jaconé: na audiência pública, promotor diz que é contra e constrange prefeito

Por Pery Salgado / Barão de Inohan - Aconteceu na noite da terça-feira, 24 de fevereiro, na quadra do Esporte Clube Maricá, mais uma audiência pública sobre os Terminais Ponta Negra. Apesar de o assunto ser de grande importância para o futuro de Maricá, o presidente da DTA (empresa que pretende construir o porto) Eng. João Acácio não se fez presente, mandando um vídeo explicativo sobre o empreendimento.

Quem também chegou somente no meio da audiência (após o intervalo) foi o prefeito de Maricá, Washington Siqueira - o Quaquá. O show parecia formado. Casa cheia de COMISSIONADOS (que reclamavam muito por estarem alí obrigados pelos seus chefes), o evento começou com o vídeo do presidente da DTA e depois algumas outras explicações de representantes da empresa e da ARCADIS Logos, que está cuidando de todo o licenciamento ambiental. Além da péssima acústica da quadra do ECM, comissionados e até secretários (alguns do alto escalão), pareciam estar ali para um grande encontro social. Sem dar a mínima para as explicações sobre o empreendimento, conversavam como num estádio de futebol, impedindo que o pequeno público interessado ouvisse a contento as explanações. O barulho das conversas era ensurdecedor. Alguns do alto escalão (inclusive secretários) passaram a noite tomando cervejinhas sem acrescentar nada ao evento.

Por volta das 21 horas (a audiência começou às 19h10), uma pausa para o recolhimento das perguntas que seriam formuladas e para o lanche. A festa estava completa. O avanço foi geral, mas é claro, houve o lado bom: depois da pança cheia, os comissionados que já haviam batido ponto, se recolheram, esvaziando o local, acabando com as conversas de bastidores e deixando que os interessados na audiência pudessem participar.

A segunda parte da audiência foi aberta pelo prefeito de Maricá que justificou o atraso devido a uma suposta gripe. Defendendo com unhas e dentes o empreendimento e obviamente falando das “benesses e conquistas” que o seu governo tem conseguido para Maricá e o seu povo, voltou a “viajar” citando também a construção dos teleféricos da Pedra do Elefante e de Ponta Negra. Garantiu que até o final do seu governo (dezembro de 2016, ou seja, daqui a 21 meses), toda a orla de Maricá estará pronta, trazendo inúmeros benefícios à região e ao turismo. Em momento nenhum falou da construção do novo hospital.

O promotor do MPRJ Fabricio Bastos
A seguir, o promotor Fabricio Bastos da Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Niterói e Maricá do Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ), fez sua apresentação atacando o empreendimento, o prefeito de Maricá e afirmando que existem fortes indícios de desrespeito à legislação ambiental no empreendimento.

O Ministério Público do Rio de Janeiro instaurou um inquérito civil na Promotoria de Tutela Coletiva do Meio Ambiente de Niterói (que atende também a Maricá), para poder investigar a implantação do Porto de Jaconé. Foram verificadas em consulta pública pelo MPRJ, indícios de desrespeito à legislação ambiental face a alteração descabida do Plano Diretor e da Lei do Uso de Solo, que transformou a área rural e urbana de Jaconé e Ponta Negra em área industrial, oferecendo assim oportunidade da possível construção deste mega empreendimento. Continuando, o promotor Fabricio Bastos disse que o empreendimento irá gerar aspectos bastante negativos no turismo da região e ressaltou que é um absurdo construir um porto na região devido a existência dos Beach Rocks, raros e únicos no Brasil. O local é considerado um santuário ecológico mundial através da Unesco.

Prefeito de Maricá, Washington Quaquá
Após sua fala, ele foi bastante aplaudido e saudado pelo público presente, o que irritou bastante o prefeito de Maricá, que obteve o direito de resposta por ter sido citado pelo promotor. Segundo o prefeito, 90% da população é a favor do porto (não sabemos de onde vieram esse números absurdos). Quaquá disse também que a instalação do porto é fundamental para acabar com o coronelismo (?????) que sempre dominou o município e que impediu o crescimento de Maricá. “O Porto de Jaconé é fundamental para a LIBERTAÇÃO de Maricá!”. Apenas a pequena claque ainda presente ao evento aplaudiu o prefeito.

DTA JÁ NÃO TEM CERTEZA SOBRE O EMPREENDIMENTO

Até mesmo a DTA já não tem certeza do empreendimento. O gerente da empresa Mauro Scazufca por várias foi enfático em dizer: “SE CONSEGUIRMOS O LICENCIAMENTO AMBIENTAL PRÉVIO, COMEÇAREMOS AS OBRAS”. Ora, quem certeza que o empreendimento é perfeito, e será aprovado, não coloca tantas vezes o SE em questão.

Mas, segundo a empresa, serão gerados 4 mil empregos diretos e 12 mil indiretos, num investimento previsto de R$ 1,1 bilhão. Ainda segundo explanação do diretor da DTA João Acácio (em vídeo), o TPN (que está levando a população de Maricá e Saquarema a verdadeiras TPMs), terá um terminal de Granéis Líquidos para petróleo, um terminal de conteineres e um estaleiro. Existe também a possibilidade de um terminal graneleiro e de minérios e fala-se também na fabricação de pelotas de minério, produto feito de resíduos sólidos do minério que ficam no solo dos portos graneleiros e que é altamente poluente.

Questionada sobre o escoamento destes produtos por terra, a empresa falou que caberá ao estado e ao município a construção de novas vias e estradas e a duplicação das estradas já existentes para ajudarem a fluir os enormes caminhões que poderão passar pelo local. Em momento nenhum foi falado sobre a falência do estado e a paralisação de novos empreendimentos, além do enorme contingente de desempregados do COMPERJ, fato que poderá se repetir em Maricá caso o porto venha a ser instalado.

Segundo Mauro, o empreendimento SE APROVADO, começará a ser construído 36 meses (após essa possivel aprovação) e deverá demorar de 4 a 5 anos para estar pronto, ou seja, se tudo der certo para a DTA, o porto estará em funcionamento em 2023, tempo suficiente para se formar mão de obra qualificada para trabalhar no local e não precisarmos importar trabalhadores de outros municípios.

Não se falou também sobre como e o que será feito para a infraestrutura básica para o local, pois na região (ainda totalmente rural), não existe saúde pública adequada, saneamento básico, água, energia elétrica suficiente para um aumento gigantesco de capacidade, transportes públicos adequados, educação, ou seja, o mínimo necessário para a implantação de qualquer tipo de grande empreendimento, o que dirá de um mega empreendimento como um porto. A empresa falou também sobre os portos da região citando Macaé, Rio e Itaguaí, sem citar o porto de Angra dos Reis e o Porto do Açú, a 150 quilômetros de Maricá, cinco vezes maior e que terá a mesma função destinada ao porto de Jaconé. Realmente, as chances são mínimas.





Marcadores: , , , , , , , , ,

Quaquá incita militantes petistas à violência

Por Quintino Gomes - Como são democratas alguns Petistas, veja o caso do presidente do PT no Rio de Janeiro, em seu Facebook pessoal, Washington Quaquá, que também é prefeito de Maricá, fez a seguinte afirmação, comentando sobre a hostilização de Guido Mantega no Hospital Albert Einstein:

Washington Quaqu
"Contra o fascismo a porrada! Não podemos engolir esses fascistas burguesinhos de merda! Ta na hora da militância e dos petistas responderam esses fdps que dão propina ao guarda, roubam e fazem caixa dois em suas empresas, sonegam impostos dão uma de falso moralistas e querem achincalhar um partido e uma militância que melhorou a vida de milhões de Brasileiros. Vamos pagar com a mesma moeda: agrediu, devolvemos dando porrada!"

Quaquá, sem meias palavras, falou para os PTistas seguirem dando porrada!!! Como aconteceu ontem em frente a Petrobrás, repare na roupa de burguês da vítima:

Militantes do PT, incitados por Quaquá, agridem manifestante
Ah, sim, sobre a hostilização a Guido Mantega, eles acham um absurdo, mas bater é normal e isso também.

Fonte: Diário do Rio





Marcadores: , , , , , ,

24 de fevereiro de 2015

Itaipuaçu: Caixa Eletrônico do Banco do Brasil é desativado

Os moradores correntistas do Banco do Brasil no distrito de Itaipuaçu, em Maricá (RJ), tiveram, na manhã desta terça-feira, a perda de mais um serviço. Após semanas com defeito, o caixa eletrônico situado no entorno da Praça do Barroco foi desativado, segundo informações de uma funcionária da instituição, indefinidamente. O terminal foi trancado à chave.

Outro caixa eletrônico do Banco Itaú, que funciona dentro do supermercado Summer, na Praça do Barroco, também está há dias com defeito.


O caixa eletrônico foi desativado e trancado
(Foto: Marcelo Bessa / Itaipuaçu Site)

Funcionários do Banco cobriram a tela do monitor com papelão
(Foto: Marcelo Bessa / Itaipuaçu Site)







Marcadores: , , , , , , ,

23 de fevereiro de 2015

Cabos da "Comsinal" ligados à rede elétrica causam estragos em equipamentos de usuários

Em virtude de inúmeras reclamações acerca do péssimo serviço prestado pela empresa fornecedora de sinal de internet, COMSINAL DO BRASIL, no distrito de Itaipuaçu, em Maricá, o ITAIPUAÇU SITE, em reportagem especial, desvenda as causas e apresenta opões para solucionar os problemas.

A maioria das reclamações surgiram logo após o último temporal que caiu sobre a cidade. A partir de então, muitos usuários ficaram sem sinal de internet. A causa da interrupção foi devido a queima de diversos aparelhos "roteadores" que tiveram de ser readquiridos e reinstalados.

Sem a informação verdadeira, que é escondida dos milhares de usuários pela própria COMSINAL, de que a rede de internet que alimenta os roteadores nas residências é ligada à rede de energia da AMPLA, sempre que há temporais e relâmpagos, a rede elétrica é afetada e consequentemente os cabeamentos de internet também.

Segundo informações, o sinal de internet na cidade é fornecido pela empresa NQT via cabos de fibra ótica e cada ponto, que alimenta cerca de 500 outros pontos domésticos, custa em média R$ 15 mil. Diferentemente das outras empresas que também atuam na região, a COMSINAL, ao invés de ligar seus cabos de fornecimento diretamente nas residências, a fim de diminuir seus custos e aumentar os lucros, instalou "caixas de passagem" nos postes de energia elétrica, ligadas à rede da AMPLA. Assim, sempre que há picos de energia, os roteadores são afetados e, na maioria dos casos, os aparelhos queimam instantaneamente. O usuário, leigo, não percebe, pois as luzes na parte frontal do equipamento continuam piscando, apesar da falta de navegação. No entanto, quando o mesmo, por sorte, consegue contato com o suporte técnico para ter de volta o serviço normalizado, é obrigado a substituir o aparelho por um outro, fornecido pela própria COMSINAL ao preço de R$ 100.

Dicas

De acordo com informações de especialistas na área, devido a constatação de que o cabeamento de sinal de internet está ligado à rede de energia elétrica, sempre que houver relampejos ou falta de luz, ou até mesmo durante a madrugada quando o serviço não estiver sendo utilizado, deve-se desconectar o cabo que vem da rua, geralmente de cor azul, que fica conectado atrás do aparelho roteador, conforme a imagem a seguir:

Quando falta luz, o cabo azul, que vem da rua, deve ser desconectado
(Foto: Marcelo Bessa / Itaipuaçu Site)

Outra dica importante é ter em casa filtros de linha e estabilizadores para ligações de aparelhos elétricos, entre os quais televisores, geladeiras, microondas e roteadores de internet. Segundo informações, após o último temporal, centenas de moradores perderam diversos equipamentos em virtude de "picos de energia". Em geral, quando há falta de luz, as pessoas se esquecem de retirar os fios das tomadas e, devido a já comprovada instabilidade na rede da AMPLA, quando a energia é restabelecida, volta com uma descarga elétrica muito acima do padrão normal, queimando os equipamentos e gerando prejuízos aos usuários.







Marcadores: , , , , , , ,

21 de fevereiro de 2015

O CAMINHO DO MEIO & as três pontes da Petrobrás

Mauricio Pássaro - Três amigos se encontram num bar para matar saudades dos tempos de faculdade. Lá pelas tantas, a fase etílica avançada que revela as altas filosofias e os pensamentos de cada um.

- Esse governo aplica a estratégia das três pontes.

Os outros dois se interessam pelo tema. Quem estava nas mesas próximas também.

- Eu explico.

Discorreu sobre os escândalos em série no país, a dificuldade que é acompanhar cada um, a sua engenharia complexa. No meio da conversa, alguém foi listando os números, que passavam da casa dos bilhões. “É muita coisa, como se explica?”

- É simples. O plano da quadrilha foi o seguinte: se é para roubar, tem que ser muito, mas muito mesmo.

- Claro, para os advogados, em caso de denúncias.

- Mais que isso. Contratem-se grandes empresas, elas farão obras por todo o país, darão muitos empregos. Vai ser tanto dinheiro aplicado, que as obras não poderão parar. De forma que os empreiteiros não poderão ser presos. Minima de Malis. Dos males, o menor.

Fazia sentido. Com que força moral a justiça poderá mandar que parem as obras desempregando milhões de operários...? Mas, as três pontes. Como é a estratégia?

- Vocês dois podem não acreditar, mas eu tenho um amigo, ele tem um conhecido que estava na reunião em que Lula se confessou cansado de perder as eleições, que dera três chances ao povo brasileiro para votar nele e que então entraria para ganhar.

- Tá. Mas, afinal onde entram as pontes?

- Ao fim da reunião, todos bebemorando, alguém lançou a ideia de que os presidentes do Brasil até hoje bebiam muito, viam duas pontes sobre um rio e escolhiam qual atravessar. Na maior parte das vezes, optaram pela ponte errada, e o país caiu. O negócio é beber muito, muitíssimo, até que se vejam três pontes. Aí, se escolhe acertadamente a do meio.

- A terceira via?

- Sim. Essa quadrilha roubou tanto, mas tanto, que criou a terceira ponte, enganando a justiça. Se tivessem roubado menos, surgiriam as duas pontes bifurcadas de sempre...

Hora de pagar a conta no bar, um dos amigos levanta a mão e chama o garçom. Vieram três. Gêmeos, mexendo os braços sincronicamente. E três contas para pagar.





Marcadores: , , , ,

20 de fevereiro de 2015

Confira a programação musical deste final de semana nos bares de Itaipuaçu

Acompanhe toda a programação cultural deste final de semana em Itaipuaçu. Ótimos artistas e músicos locais apresentam repertórios variados para todos os gostos nos melhores bares e casas noturnas da cidade. Em destaque: Raul BritoLéverton e BrunoGrupo Sintonia, Sandra Carvalho, Luiz Barreto, Samba do Intervalo, Bloco Sai Capeta e muito mais. Confira!

Sexta-feira, 20 de fevereiro


Raul Brito (MPB, POP, Internacionais). Local: Bar da Andréa - Av. Zumbi dos Palmares (antiga Av.1), Shopping Aquamarine, atrás do DPO, a partir das 21h.

Grupo Sintonia (Samba de Raiz). Local: Classe A - Avenida Zumbi dos Palmares, esquina com rua 34, Jardim Atlântico, a partir das 21h.


Léverton e Bruno (MPB, Pagode, Sertanejo, Forró). Local: Cantina do Peixe - Rua Dom Pedrito, antiga rua 9, em frente ao Colégio Evolução, São Bento da Lagoa, a partir das 21h



Sábado, 21 de fevereiro

Sandra Carvalho (MPB, Forró, Sertanejo). Local: Butekyto das Meninas  Rua 36, esquina com rua 1, próximo à praia, Jardim Atlântico, a partir das 21h30.

Luiz Barreto - Shopping Veneto



Luiz Barreto (Voz e Guitarra - MPB, Rock, Pop, Internacionais). Local: Local: Shopping Veneto (rua 34, esquina com a rua 05), a partir das 20h30.



Raul Brito (MPB, POP, Internacionais). Local: Bar Diferente - Av. Carlos Marighella (Antiga Estrada de Itaipuaçu) entre as ruas 13 e 14, São Bento da Lagoa, a partir das 21h30.


Domingo, 22 de fevereiro


Samba do Intervalo e Bloco Sai Capeta (Samba de Raiz). Local:Bar Dona Cerveja - Estrada de Itaipuaçu, esquina com rua 10, São Bento da Lagoa, a partir das 18h.




Nota da redação: Inserções e atualizações poderão ser efetuadas a qualquer momento nesta programação. Bom divertimento a todos.






Marcadores: , , , , ,

Procon-RJ processa Ampla por falta de luz no carnaval

A Ampla está sendo processada pelo Procon-RJ devido à falha no fornecimento de energia em Niterói, São Gonçalo e Maricá no último domingo de carnaval. O processo administrativo foi instaurado nesta quinta-feira (19). De acordo com o Procon-RJ, a falha causou a parada do sistema Imunana-Laranjal, responsável pela distribuição de água em Paquetá, no Rio de Janeiro, e nos municípios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí.

Nesta quinta-feira, quando os postos de atendimento do Procon-RJ voltaram a funcionar após o recesso de carnaval, moradores de Niterói e São Gonçalo fizeram reclamações ao Procon e informaram que ainda permaneciam sem o fornecimento de energia.

O Procon-RJ informou que esta situação “configura vício na continuidade, adequação e eficiência do serviço público, ferindo as normas do Art. 6° da Lei Federal n° 8987/95, a Lei das Concessões de Serviços Públicos. Além disso, o art. 22 do Código de Defesa do Consumidor (CDC) diz que órgãos públicos ou suas concessionárias são obrigados a fornecer serviços eficientes, seguros e, quando essenciais, de forma contínua”.

A Ampla tem prazo de até 72 horas, após notificação, para regularizar o serviço. O ato também determina que a Ampla apresente sua defesa num prazo de até 15 dias. Caso suas justificativas não sejam aceitas pelo departamento jurídico do Procon-RJ, a concessionária será multada (o valor será calculado a partir do relatório econômico com base na receita bruta da concessionária nos últimos três meses).

Procurada, a Ampla disse que ainda não foi notificada sobre o processo.

Extra





Marcadores: , , , , ,

19 de fevereiro de 2015

"Sai Capeta", "Jô Borges", "JM Social Clube", "Gaviões" e "Saracutiá" animaram os foliões no último dia de carnaval, em Itaipuaçu

Quatro blocos e uma super banda fizeram a alegria dos foliões nesta terça-feira, último dia de carnaval, em Itaipuaçu. Já de início, a tarde ficou animada na Avenida Carlos Mariguella (Estr. de Itaipuaçu), em frente ao Bar Dona Cerveja, no bairro São Bento da Lagoa.

A bateria do bloco Sai Capeta, com ritmo impecável e muitas "paradinhas"
empolgou os foliões no bairro São Bento da Lagoa
 O bloco estreante "Sai Capeta" fez um belo carnaval, sob o comando do cantor Tarta e uma super bateria formada por moradores e alguns componentes convidados da agremiação niteroiense Acadêmicos do Cubango. Para a realização do evento, a pista ficou fechada ao tráfego de veículos, da Rua 9 (Dom Pedrito) até a Rua 11. A folia só terminou com a chegada de uma forte chuva que caiu na cidade repentinamente, no início da noite.

No final da tarde, apesar do prenúncio de chuva, o samba ainda comia solto
Enquanto isso, na Praça dos Gaviões, o Bloco da Jô Borges, a Diva, que iniciava sua folia em cima de um trio elétrico, ficou prejudicado por causa do temporal. Mesmo assim, deu conta do recado e animou os foliões ali presentes.

Jô Borges em bela apresentação com sua super banda ao som do trio elétrico
Por volta das 20h30, quando a chuva deu uma pausa, o Bloco JM Social Clube subiu no trio elétrico e em pouco tempo encheu de gente a rua e a praça. O "trio", animadão, deu uma pequena volta e arrastou os foliões, então reaparecidos.

Galera do JM Social Clube mandou o temporal embora e arrastou os foliões
Depois foi a vez do tradicional bloco Gaviões de Itaipuaçu, com sua bateria composta de belas mulheres e, no palco, as vozes poderosas dos cantores e puxadores de samba-enredo Feijão e Carvalho. A essa altura, a praça ficou lotada.

Bloco dos Gaviões, com suas musas na bateria. No destaque, a percussionista
Dani Pena, ao centro, ao lado de uma linda amiga. Dani também participou de
vários outros blocos neste carnaval, entre os quais "Sera que Sai?" e "Sai Capeta"
Em seguida, encerrando a noite e o carnaval com chave de ouro, a banda Saracutiá, uma das vencedoras do concurso Talentos do Samba, deste ano, juntamente com o seu astro e cantor Rafael Caçula, subiu ao palco e empolgou a galera com sucessos do samba de raiz e de carnaval.

Rafael Caçula e a banda Saracutiá: Fechamento com chave de ouro
De acordo com informações do inspetor Henrique, da Guarda Municipal de Maricá, que, com o apoio de uma pequena equipe coordenou o trânsito e a segurança em diversos locais, a folia transcorreu na mais absoluta ordem e tranquilidade. Não houve registros de brigas, agressões ou confusões. Segundo ele, apesar da chuva, que atrapalhou, foi um "carnaval família".

A competente equipe comandada pelo Inspetor Henrique: da esquerda para a
direita, Carla, Julio César, Henrique e o jovem Talmo. Fora da foto, Bruno
e Anderson (Foto: Marcelo Bessa / Itaipuaçu Site)





Marcadores: , , , , ,

18 de fevereiro de 2015

Itaipuaçu: Moradores e comerciantes sem luz passam sufoco no carnaval

Orla da praia de Itaipuaçu totalmente às escuras

De acordo com moradores e comerciantes do distrito de Itaipuaçu, em Maricá - litoral norte da região metropolitana do Rio -, a empresa concessionária de energia AMPLA ultrapassou todos os limites da paciência durante o carnaval. Diversos bairros permaneceram sem energia por mais de 24 horas.

Pousada do Navio, na orla da praia
(Foto: Marcelo Bessa / Itaipuaçu Site)
Uma grande extensão da orla da praia, após a chuva forte que caiu sobre a cidade, no domingo, ficou sem luz até a noite de terça-feira. Os comerciantes daquela localidade tiveram prejuízos enormes. Muitos turistas que haviam contratado um pacote de estadia na Pousada do Navio, que fica na altura da rua 49, ficaram à mercê do calor e dos mosquitos. Bem próximo dali, no Boteco da Romana, a proprietária perdeu quase todo seu estoque de comestíveis e por esse motivo nem abriu suas portas durante dois dias.

Segundo informações, moradores do sub-bairro Bosque dos Flamboyants, no Jardim Atlântico, também ficaram sem luz por cerca de 48 horas. Ainda na segunda-feira à noite, faltou energia em toda a Rua Professor Cardoso de Menezes (antiga rua 1), importante via que dá acesso à praia.

Moradores de Itaocaia Valley e Morada das Águias também permaneceram muitas horas sem energia. Segundo relatos, os telefones da AMPLA estavam inoperantes.

De acordo com outras informações, em algumas localidades houve protestos nas ruas com barricadas e fogueiras.

Segundo a AMPLA, as quedas de energia em diversos bairros foram causadas por raios que atingiram alguns transformadores durante o temporal. Porém, para os moradores afetados, a empresa agiu com descaso e morosidade nos atendimentos e na realização dos reparos.





Marcadores: , , , , , ,

Paraquedista sofre acidente em Itaipuaçu, não resiste e morre no hospital

O sub-oficial da Marinha e paraquedista Adilton da Siva Moreno (foto), de 42 anos, faleceu no hospital Miguel Couto, no Rio, na madrugada desta terça-feira.

Foto: Reprodução / Facebook
Adilton havia sofrido um acidente e fraturado uma das pernas ao pousar de paraquedas na Praia do Recanto, em Itaipuaçu (Maricá-RJ), na manhã da última segunda-feira. Ele foi socorrido no local por guarda-vidas do Grupamento Marítimo (GMAR) e, logo após, levado para o hospital por um helicóptero do Corpo de Bombeiros.

Segundo informações, além de fratura exposta, ele estava hemorragias internas. O velório e sepultamento acontece nesta quarta-feira, no Cemitério São Miguel, em São Gonçalo.

Com informações do LSM.





Marcadores: , , , ,

17 de fevereiro de 2015

Blocos de rua animam foliões de Itaipuaçu

CARNAVAL 2015 - Apesar do descaso da Prefeitura de Maricá com os moradores e turistas do distrito de Itaipuaçu, que neste carnaval não fez nada, os foliões daquela localidade se divertiram bastante brincando e acompanhando os blocos carnavalescos que todos os anos saem às ruas com seus trios elétricos, músicos, amigos e puxadores.

O Tromba Nervosa arrasta a multidão
A folia começou no domingo, por volta das 16h, no bairro São Bento da Lagoa, com o bloco Tromba Nervosa arrastando uma grande multidão pela Avenida Carlos Marighella (antiga Estrada de Itaipuaçu), em direção ao Barroco, da rua 16 até a rua 9 (Dom Pedrito), na altura da Padaria D'Paula.

Bloco 'Será que Sa'i, empolgante
Já, na tarde desta segunda-feira, o bloco 'Será que Sai' alegrou milhares de foliões no bairro Jardim Atlântico com sua bateria empolgante, formada por componentes e ex-integrantes do tradicional bloco 'Gaviões de Itaipuaçu'. No trio elétrico, os puxadores Feijão e Carvalho puseram todos pra brincar e pular, cantando famosas marchinhas e sambas-enredo consagrados de escolas campeãs do grupo especial, entre os quais "O tititi do Sapoti", "Bumbum Paticumbum Prugurundum", " O amanhã", entre outros. O  'Será que Sai" partiu da rua 1, em frente ao bar do Elói, e arrastou os foliões até à praia.

Nesta terça-feira a folia fica por conta do estreante bloco "Sai Capeta", a partir das 16h, em frente ao bar Dona Cerveja, na Estrada de Itaipuaçu, altura da rua 10, em São Bento da Lagoa. O bloco, além de contar com a participação de componentes de vários outros blocos locais em sua bateria, instrumentos de harmonia, cavaquinho e violão de 7 cordas, terá a presença de alguns integrantes da escola de samba de Niterói "Acadêmicos do Cubango", entre eles o cantor e puxador de samba enredo, Tarta. Vale a pena conferir.


No domingo a folia ficou por conta do bloco Tromba Nervosa


Bateria empolgante do bloco Será que Sai

Os animados puxadores de samba Carvalho e Feijão




O vereador Aldair também caiu na folia






Os percussionistas Zé Carlos e Fernando, do Grupo Samba do Intervalo

Foliãs super à vontade




Musas da bateria, só gene bonita: Mary,ani, Patrícia, Adriana, Fernanda,
Pâmela e Celinha (Foto: Marcelo Bessa / Itaipuaçu ite)

Galera e amigos do 'Será que Sai"











Marcadores: , , , , , ,