31 de março de 2014

Justiça determina suspensão de licenciamentos na APA de Maricá

Gerhard Sardo - Por liminar, o juiz Fabio Ribeiro Porto da 2ª Vara Cível de Maricá determinou a suspensão imediata de todos os pedidos de licenciamento, loteamento, construção ou instalação de qualquer empreendimento no interior e entorno da APA - Área de Proteção Ambiental de Maricá, uma Unidade de Conservação de Uso Sustentável estadual do litoral do estado do Rio de Janeiro e parte integrante da Reserva da Biosfera reconhecida pela UNESCO-ONU.

O Ministério Público estadual elaborou o relatório técnico-jurídico oficial e o Tribunal de Justiça aprovou liminar por unanimidade. Tal medida atendeu a uma longa campanha contra os zoneamentos da APA pelo órgão ambiental estadual e prefeitura municipal, que permitiam o uso urbano, o desmatamento, a destruição de parte da vila pesqueira e a verticalização da área. A decisão contrariou os interesses dos proprietários de uma parte da APA, que requisitaram licenciamento para a implantação um mega empreendimento luso-espanhol imobiliário-turístico.

A aprovação da liminar é fruto de uma ação civil pública impetrada pela Associação de Proteção das Lagunas de Maricá e da Associação dos Pescadores de Zacarias com o apoio do Movimento Pró-restinga e do fórum de pesquisadores da restinga de Maricá. Este fato representa uma grande vitória para a sociedade, pois a localidade ameaçada é um importante patrimônio cultural, ambiental, arqueológico, histórico, geológico e científico, já que abriga o povoado pesqueiro tricentenário de Zacarias, que apresenta alta biodiversidade e é habitat natural de espécies da fauna e da flora ameaçadas de extinção e endêmicas, sendo local de pouso de aves migratórias e conter dunas raras onde prevalece vegetação original de restinga com o maior número de trabalhos acadêmicos do país.

Lideranças do Movimento Pró-restinga mencionam que "o poder público estadual tem a responsabilidade de transformar a área numa Unidade de Conservação de Proteção Integral." Existe no INEA - Instituto Estadual do Ambiente um processo de anexação da APA ao Parque Estadual da Serra da Tiririca e que está aguardando uma decisão política para torná-lo lei.

Confira também: Briga antiga em Maricá





Marcadores: , , , ,

Prefeito de Maricá perde a linha, destrata internauta e é comido vivo no Facebook

O prefeito de Maricá, atual presidente regional do PT, Washington Luiz Cardoso Siqueira, conhecido como "Quaquá", perdeu a compostura neste sábado à tarde em um debate com internautas maricaenses num grupo de notícias da rede social Facebook.

Tudo começou depois de uma internauta reproduzir uma publicação do próprio Quaquá em seu perfil na qual ele menciona uma suposta "revolução urbana" no bairro de Ubatiba. No entanto, ao invés de ilustrar sua publicação com uma foto do lugar mencionado, ele posta uma foto de um outro lugar, no bairro do Caxito. Uma internauta, vinculada à sua própria rede de amigos, em seguida, espetou o prefeito, ao comentar: "Aí não é Ubatiba. É CAXITO. Está se perdendo prefeito? rs". Esse infeliz engano chamou a atenção de uma outra internauta que compartilhou a foto, com as postagens, em diversos outros grupos. Num deles, porém, do qual o prefeito foi cair na asneira de entrar para comentar, um outro internauta disse: "Agora colocar asfalto (de péssima qualidade) sem saneamento chama-se "revolução urbana", interessante ..."

Quaquá, prepotente, rebateu, literalmente: "Os imbecis da oposição gostam e da Família Queiroz/Delaroli e dos outros pau mandados da Amparo que governaram décadas e em 200 anos não asfaltaram 20% do que nós asfaltamos em 5 anos. Vai caçar uma rola na Serra do Camburi, porque eu tenho mais o que fazer."

A partir daí, todos criticaram a falta de compostura do prefeito, que não mais se pronunciou. O administrador do grupo chegou a comentar: "Prefeito Washington Siqueira, seja bem vindo ao grupo Imbassai Noticiado. Aqui no grupo o povo governa! Só vamos ver se o senhor aguenta a pressão. Mais uma vez seja bem vindo."

O candidato a prefeito, derrotado nas últimas eleições, Marcelo Delaroli, citado por Quaquá, também não deixou barato e comentou: "Sempre citando minha família, prefeito nunca estivemos no executivo, pode ter certeza que quando estiver tratarei a todos com respeito desde quem fala em uma rede social até aqueles que sofrem por seu descaso seja no hospital ou onde moram."

Confira o debate, na íntegra, acessando o link aqui.







Marcadores: , , , ,

Edmilson marca, Vasco vence o Flu e faz final contra o Flamengo.

Por William Amaral

Misto do Mengão derrotou a Cabofriense no sábado: 3 a 1
  
Vasco finalista. Mesmo com a desvantagem do empate, o Vasco não se intimidou diante do Fluminense e conseguiu a vitória com gol do artilheiro Edmilson. Aos 20, Carlinhos cruzou e Fred completou para as redes, mas o gol foi anulado por impedimento do atacante da seleção. Como no primeiro jogo, o equilíbrio entre as duas equipes prevalecia e boas chances eram criadas e desperdiçadas pelos dois lados. Walter chegou a acertar o travessão aos 39. Cinco minutos depois, Douglas cobrou falta pelo alto, Gum não afastou e deu espaço para Rodrigo desviar, a bola sobrou para Edmilson, que testou para o fundo das redes. Veio a segunda etapa e o Vasco conseguia manter o Fluminense longe de sua defesa. A esperada pressão do Tricolor só aconteceu a partir dos 35 minutos, mas Rodrigo e Martin Silva impediram que Fred concluísse em duas oportunidades, garantindo o Gigante da Colina na final contra o Flamengo. Mais uma vez, o pequeno público pagante chamou atenção: apenas 15.925 torcedores mexeram na carteira para ver o clássico decisivo deste domingo.

Fácil, extremamente fácil. Não bastassem os 3 a 0 do primeiro confronto, o Flamengo, com time misto, derrotou a Cabofriense por 3 a 1 e enfrentará o Vasco na grande final do pequeno Campeonato Carioca. Logo aos 8, o Mengão abriu o placar. Lucas Mugni carregou a bola até a entrada da área e chutou de ângulo improvável, mas contou com desvio na zaga e abriu o placar. Oito minutos depois, o Argentino ampliou de cabeça após cruzamento de Muralha. Aos 39, Hernane sofreu entrada dura e deixou o campo sentindo as costas. Alecsandro entrou em seu lugar. Veio a segunda etapa e o Fla continuava soberano na partida. Aos 19, João Paulo tabelou com Alecsandro e bateu cruzado para marcar o terceiro do Rubro-negro. O gol animou o lateral, que, seis minutos depois, acertou o travessão em chute de longa distância. Aos 30, Éberson fez o gol de honra do time de Cabo Frio. Alecsandro ainda perdeu ótima chance no fim e foi só. Apenas 5.977 torcedores pagaram para ver o Mengão confirmar sua classificação à final. Muito pouco para o time de maior torcida do Brasil, mas, de certa forma, compreensível, uma vez que o ingresso mais barato custou R$ 80.


 



Marcadores: , ,

Blog de Maricá veicula notícia falsa e apavora moradores de Itaipuaçu

O veículo de comunicação Lei Seca Maricá, um dos sites de notícias mais acessados da região, cujo conteúdo principal é composto de reportagens sobre acidentes e crimes, em sua maioria sensacionalistas, além matérias políticas pró-governo, veiculou, neste sábado, a notícia de que 'criminosos armados' montaram uma barricada na Estrada de Itaipuaçu durante a última madrugada de sábado e assaltaram vários moradores.

Tal notícia espalhou-se rapidamente durante o dia e causou certo pânico aos moradores da região, pois há cerca de duas semanas uma ação similar aconteceu no bairro do Recanto, na qual bandidos fizeram barricada, assaltaram vários motoristas e depois fugiram assim que perceberam a chegada de uma viatura da Polícia Militar.

De acordo com informações obtidas pelo ITAIPUAÇU SITE no DPO da localidade, não existe, até o momento, quaisquer registros de que tenha havido tal 'barricada' por parte de criminosos na madrugada de sábado (29).

__ Que eu saiba, foram só comentários, declarou à nossa equipe o Sgt. Oliveira.

O suposto factoide criado pelo "Lei Seca", conforme noticiado, teve como fonte uma internauta anônima e gerou muita desconfiança, por parte dos moradores, quanto à credibilidade do trabalho da PM na região.

Ainda de acordo com o texto, "uma testemunha que passou pelo local, próximo ao Posto Golfinho, disse que um automóvel Gol estava atravessado na pista e que um táxi estava parado no local. Os criminosos estavam levando todos os pertences do taxista, fora outros carros que também estariam parados no local".

Enviamos um e-mail à redação do Lei Seca Maricá, abrindo espaço para que seus editores possam comentar sobre o assunto, mas até o fechamento desta matéria não obtivemos nenhuma resposta.





Marcadores: , , , , , , , ,

Maricá: "Blitz" da Lei Seca apreende veículos em Itaipuaçu

Reportagem :: Marcelo Bessa

Uma operação montada por equipes da Lei Seca, na noite deste domingo, no centro de Itaipuaçu (Maricá-RJ), apreendeu cinco veículos de condutores embriagados e com documentação irregular.


A blitz, no Barroco, durou 4 horas e apreendeu 5 veículos
(Foto: Marcelo Bessa / Itaipuaçu Site)
A blitz, inédita na cidade, começou por volta das 21h em duas localidades diferentes: uma, na Avenida Vitória Régia, próximo à Praça das Palmas, no Barroco, e outra na Rua Prof. Cardoso de Menezes (antiga rua 1), esquina com a rua 34, no Jardim Atlântico. Porém, a operação montada na rua 1, segundo informação de um dos agentes, não obteve bom resultado e foi desmontada meia hora depois indo juntar-se à outra equipe, no Barroco.

Dois reboques ajudaram na apreensão dos veículos durante toda a operação que terminou por volta de 1h da madrugada desta segunda-feira. Uma viatura da Polícia Militar, comandada pelo sub-tenente Newton, do 12º BPM, deu cobertura e apoio à blitz. A operação, segundo informações, foi uma iniciativa do governo do Estado.

O primeiro carro rebocado (Foto: Marcelo Bessa / Itaipuaçu Site)

Muitos motoristas foram testados no bafômetro
(Foto: Marcelo Bessa / Itaipuaçu Site)

A blitz ocorreu nas duas pistas (Foto: Marcelo Bessa / Itaipuaçu Site)

Sub-Tenente Newton comanda o apoio da Polícia Militar à operação
(Foto: Marcelo Bessa / Itaipuaçu Site)





Marcadores: , , , , , , ,

Ex-prefeito de Caxias, Zito, pode se candidatar a prefeito de Maricá em 2016

Reportagem :: Marcelo Bessa

Jonas Santana, em Itaipuaçu
(Foto: Marcelo Bessa)
O repórter e ex-apresentador de TV e radialista da Super Rádio Tupi, Jonas Santana, esteve em Maricá, no distrito de Itaipuaçu, na manhã deste último sábado, onde se reuniu com jornalistas e empresários para apresentação de um jornal impresso que deverá circular na região após o feriadão da semana santa.

O jornal, intitulado "Momento do Povo", já está sendo veiculado em São Gonçalo e, deverá ter duas páginas dedicadas ao município de Maricá. Neste encontro, Jonas informou ao ITAIPUAÇU SITE, em primeira mão, que, na semana passada, esteve com o ex-prefeito do município de Duque de Caxias e seu amigo particular, Zito, e que o mesmo lhe afirmara que, caso não obtenha apoio político de seu partido em Caxias, pretende disputar as próximas eleições municipais como candidato a prefeito de Maricá, em 2016. Antes, porém, já para as eleições deste ano, Zito deve disputar um mandato de deputado estadual.

O ex-prefeito de Caxias, Zito, de olho em Maricá
(Foto: Reprodução / Divulgação)
No entanto, Zito, que há mais de 20 anos possui residência em Itaipuaçu, pode ficar inelegível em virtude da constatação de um suposto déficit financeiro de R$ 41.016.179,35 no caixa da Prefeitura de Duque de Caxias e várias outras irregularidades pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE).

De acordo com o TCE, no último ano de seu mandato a Prefeitura de Duque de Caxias desrespeitou, no terceiro quadrimestre de 2012, o limite de 54% da Receita Corrente Líquida (RCL), determinado pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), para despesas com pessoal, tendo atingido 57,25%.





Marcadores: , ,

29 de março de 2014

50 anos de solidão. Aprendendo com as ironias da história

Maurício Pássaro - Por pouco – quatro anos – eu não comemoro o meu cinquentenário junto com os cinquenta anos da deposição de Jango e a instituição do regime militar. Dependendo de quem se deu bem ou de quem se deu mal durante esse tempo, a data pode ser comemorada ou exorcizada. Sinto que há um esforço nas redes sociais para se mostrar que os tempos são os mesmos – manifestações, desgovernos, investidas da ideologia de esquerda. Mas, a história não dá voltas para chegar ao mesmo lugar. Não há clima no mundo pra golpes militares, e penso que nem os militares queiram mais pegar esse abacaxi distante dos tempos do “milagre econômico”.

Meu pai foi preso político nessa época, não devido à ideologia, mas pelo sindicato do Banco do Brasil, reivindicando reajuste salarial. Foi detido durante uma reunião, quarenta dias desaparecido, nenhuma notícia, e minha mãe sem saber seu paradeiro. Sem saber se mandava rezar a missa e vestir o luto.

A tomada do poder pelos militares, há meio século, conseguiu fazer o que hoje parece impossível: reunir toda a oposição num bloco taticamente homogêneo. O MDB (Movimento Democrático Brasileiro) aglutinava todos que não eram da situação (ARENA). Quando virou PMDB, muitos se desfiliaram para formar outros partidos. A situação só se agravou dentro do regime, com tortura e perseguição, para fazer frente às investidas de grupos clandestinos armados. Devemos agradecer a esse grupo que se armou com meia dúzia de espingardas velhas achando que Araguaia fosse Sierra Maestra, buscando aqui fazer um quintal de Cuba e da URSS. Graças a esses porra-loucas o regime endureceu.

Por ironia da história, eis que esse grupo chegou ao poder cinquenta anos depois, e por meio de eleições! Lula tentou duas vezes a presidência, mas somente conseguiu, na terceira, porque virou o “Lulinha paz e amor”, montou um “blocão” com vários dos partidos que até um ano antes eram os piores inimigos, os representantes do capital, etc. Para chegar lá, o PT teve que fazer parcerias heterodoxas, aceitou grandes doações de grandes empresários, botou artistas consagrados em showmícios. E pagou ótimos marqueteiros, verdadeiros bruxos e mestres em propaganda subliminar, os encarregados de criar e promover o programa político – o que pode ser dito em campanha, que é justamente o que o eleitorado espera que se faça depois da vitória nas eleições, que, claro, não é feito. Se fosse realmente feito, viveríamos hoje, meio século depois, num paraíso social: escolas em tempo integral (cadê os Cieps?); saúde boa, bem equipada e com médicos bem pagos; rede de saneamento, água, luz, esgoto, funcionando. Mais ofertas de empregos, mas empregos decentes, de verdade (não há mais oferta hoje, senão a regularização do trabalhador informal engrossando as estatísticas). Mas, a sociedade, cansada de FHC, deu literalmente um voto de confiança a Lula, o fundador do PT, o chamado “partido da ética”.

A conquista teve um preço. Não se chega ao poder sem pagar esse preço, que é alto. Pra começar: a conta milionária da campanha, fornecedores, financiadores. De onde vem o dinheiro? Do bolso do candidato? E como ficam as empresas que financiaram a campanha, na hora das licitações, mais tarde? Precisa assinar um contratinho com o diabo, sempre foi. Mefistófoles sempre fez um lobby forte nos parlamentos. Quando Jânio Quadros falava em “forças ocultas”, e todos riam do doido, não era a outro que se referia. Problema é que o sujeito “esperto” demais pensa que o tinhoso vai esquecer, ou ele mesmo dará um jeito de sumir da praça, como quem foge do oficial de justiça, achando que assim vai escapar. João Goulart talvez tenha tido a mesma chance de assinar o contrato, meteu-se na mesma encruzilhada do destino. Mas, não assinou. Também não levou. Ou levou, porém, mais uma vez isso depende da perspectiva. Uma visão bem sintética e irônica dessa história poderia ser narrada assim: o PTB de Getúlio Vargas, ao qual Jango se filiou, é a mesma sigla que acomodou Roberto Jeferson – aquele que era braço direito de Collor, que fez precipitar o caso do Mensalão, do qual fazia parte. Collor é aquele ex-presidente caçador de marajás que foi combatido pelos caras-pintadas, os jovens que pintaram o rosto de verde e amarelo e saíram para as ruas em protesto contra o escândalo PC Farias, com a cobertura vip de uma grande emissora especializada em realities shows. À frente dos caras-pintadas estava Lindbergh Farias, que se elegeu gritando “Fora-Collor!” e hoje é seu melhor amigo de infância e parceiro no Senado Federal, e está em campanha para governador, preparando sua escalada à presidência, pois todos sabem que essa é uma carta que Lula guarda e cria para o futuro, como fez com Dilma.

O PT assinou esse contrato que todo mundo tem de assinar se quiser chegar ao poder. E quando lá chegou já não era mais o PT quem chegava, mas uma massa complexa e difusa de interesses vários. Como se afinou a orquestra? Com o diapasão do Mensalão: a tese determinante e conclusiva de acusação no STF, ano passado. E olhe que nem estamos falando da Petrobrás, em Pasadena, aquelas letrinhas miúdas que a Ministra Dilma não viu.

O atual conflito com o PMDB (que reclama que o PT busca a hegemonia) perfaz uma situação semelhante. O seu aliado não é o MDB de Ulysses Guimarães, mas o PMDB de Michel Temer e José Sarney. Descobrimos que o PT é tão fisiológico quanto o PMDB, que é tão cheio de facções quanto o PT. Os dois deram-se muito nos últimos tempos, quando a esquerda mandou a ortodoxia ideológica para a cucuia. Nunca vi uma amizade tão sincera como a de Sarney e Lula. E olha que em 1989, Lula cansou de chamar Sarney de Coronel do Maranhão. Sorte que o estado, nesses últimos cinquenta anos, só fez melhorar, sua população vive muito bem hoje, os índices são ótimos, só perde para Maceió, terra de Collor. Mas, agora é pega-pra-capar, e cada um tem que mostrar a sua cara. Só não vê quem não quer.

Em 1988, eu cursava a faculdade de jornalismo da Uerj, e foi o ano em que eu me filiei ao PT, foi rápido, assinei ficha na sala de aula, trouxe documentos e ano seguinte estava eu vestido de vermelho desfraldando a bandeira estrelada pelas ruas. Se um cientista maluco saísse do futuro e chegasse a 1988 tentando noticiar sobre o caso do Mensalão (“O PT vai montar um esquemão no país, Marcos Valério, guarde bem este nome...”), ninguém acreditaria nele, não o PT. E, aí sim, poderiam transformar a notícia do escândalo, como queria o Delúbio Soares, em piada de salão. É claro que há muito não sou mais “petista”, desde quando Lula tomou posse. E voto pontualmente, não mais no PT, claro, quando voto, desde 2002.

A velhice chegando. Não posso deixar de reconhecer a ironia desta velha senhora, a história. Aquela minoria de guerrilheiros chegou ao poder por via democrática e não pela força e estupidamente, como foi a tentativa naquela época. E está fazendo o “socialismo”, mas não aquele que ela desejava naquele tempo. A bravata era a de que estatizariam bancos e multinacionais, expulsariam o FMI, elevariam o salário mínimo para dez vezes o seu valor (cálculo do DIEESE), controlariam o setor financeiro, acabariam com a festa dos juros altos, e aplicariam sua boa vontade no setor produtivo, valorizando a prata da casa, etc. Lembram? Pois, bem. O socialismo que querem hoje não tem nada a ver com aquele lá. As grandes fortunas e os grandes capitais ficaram intocados. Bancos batem recorde de faturamento todos os anos e estão mais privados do que nunca. Quem financia esse “socialismo”, de onde saem os recursos? Da classe média, é claro. Aumento de impostos, no setor de renda e patrimônio.

O Bolsa-família foi lançado por FHC: o que o PT, na época, denunciava como assistencialismo, demagogia, populismo. Mas, agora, que ele aplica o mesmo programa, e mais, estende a outros setores (bolsa-isso, bolsa-aquilo...), não é mais assistencialismo! O partido se elegeu com votos de grande parcela da classe média, mas chegando ao poder, na hora de meter a faca do socialismo, olhou para o rico, olhou para o pobre, mas se voltou contra quem? Quem imaginaria que o partido da ética fosse se revelar o mais faminto de todos, o que mais aplica a velha fórmula coronelesca de criar um curral eleitoral, cruzando cadastros de eleitores e beneficiários das bolsas? E quem está fiscalizando e controlando isso, em todo o Brasil?

Ninguém imaginaria em 1989 que o futuro dos expoentes petistas, vinte e cinco anos depois, seria a riqueza. Ou algum emissário da direita tentou alertar para esse risco futuro e ninguém ouviu, era demais improvável? Quem pensaria o trotskista da vertente Convergência Socialista, Antônio Palocci, como um rico dono de consultoria, depois de ser Ministro e ser exonerado, após se envolver em escândalo?

Meu pai trabalhou no BB e também foi professor da rede pública municipal, no Rio – empregos conquistados por meio de concursos públicos, diga-se de passagem. Acho que puxei isso dele, nunca fui de pajear candidato, fazer campanha como investimento para uma futura nomeação na administração pública. Essa farra de nomeações, de aparelhamento do estado, é prejudicial a quase todos, menos para aquele que usa do artifício para poder se eleger. O comissionado, rapaz ou moça, é absorvido pela natural necessidade do dinheiro, mas deveria é estar na escola, estudando, ou se aplicando em cursinhos para, então, poder alcançar um cargo pelo próprio esforço e mérito, num processo democrático, sem dever nada a ninguém. Esses jovens estão sendo na verdade enganados, são massa de manobra. Ficam uns quatro ou oito anos, em situação jurídica frágil, ganhando aquela merreca e, de repente, um novo prefeito é eleito e exonera a todos. E então? Como ficam os que bateram ponto gastando um tempo precioso de suas vidas que poderiam ter usado para estudar e conquistar emprego decente, com estabilidade e tudo mais? Não ficam.

Aí, mora o perigo. Tudo o que aprenderam foi aquele serviço burocrático água-com-açúcar. Muitos poderão ser convidados por imobiliárias, para aproveitar o conhecimento que porventura tenham lá dentro. Na verdade, o perigo mora antes: quando ainda se encontram na administração. Sem estabilidade, sem saber se o seu político benfeitor continuará cuidando dele, o comissionado pode pensar em fazer um pé-de-meia para compensar essas perdas futuras. Não digo que todos façam, nunca vi ninguém fazendo, acho que os assusto, mas acontece que o diabo vem pra tentar as mentes fracas. Na boa: desafiá-lo não é um bom negócio. Ora, se tantos deputados foram comprados para promulgarem determinadas leis no Congresso, quem é o pobre comissionado para recusar uma “ajuda” por fora pra resolver alguma coisa para um amigo, não é mesmo?

Meu pai, o Edmilson Martins de Oliveira, tentou se eleger duas vezes, candidatou-se a deputado estadual, pelo MDB, depois pelo PMDB. Ligado aos movimentos sociais da igreja católica, acabou conhecendo Leonardo Boff e Frei Betto e teve muita ajuda e intervenção de bispos da CNBB, na hora do aperto na cadeia. Ele conhece boa parte dessa turma que está no poder, mas confessa que não tem mais forças para ir lá dar uns cascudos (depois que chegam ao poder esquecem os que ficaram na base) antes que sejam presos. Senhor Oliveira chegou perto de ser eleito. Houve também um festival de urnas violadas, muito descontrole nos interiores dos estados.

Talvez, tenha sido melhor assim. Pode ser que numa terceira tentativa para se eleger, o diabo aparecesse a meu pai com o contrato na mão, sorrindo e piscando o olho. Cheio de ironia.





Marcadores: , , ,

28 de março de 2014

Itaipuaçu: Acidente tumultua o trânsito em São Bento da Lagoa

Reportagem :: Marcelo Bessa

Um acidente entre um carro e uma moto no final da tarde desta sexta-feira (28) deixou o trânsito engarrafado na Estrada de Itaipuaçu, no bairro São Bento da Lagoa, altura da rua 15 e atraiu muitos curiosos. O fluxo de quem ia em direção ao Barroco teve que ser desviado para as ruas internas.

O acidente aconteceu por volta das 18h. Segundo testemunhas, o motociclista, numa honda XR 200, trafegava em alta velocidade em direção ao Barroco efetuando vários cortes nos carros que iam na mesma direção. Porém, no sentido contrário um veículo chevrolet Cruze LTZ branco fez menção de que iria entrar na rua 15 mas não deu tempo, pois foi atingido pela moto que, ao bater da frente com carro, fez o piloto voar por cima do veículo e cair, estatelando-se no chão, alguns metros depois. A moto ficou quase embaixo do carro.

O condutor da motocicleta estava sem capacete e feriu-se gravemente. Equipes do Corpo de Bombeiros chegaram rapidamente no local e socorreram o rapaz que em seguida foi encaminhado para o hospital municipal Conde Modesto Leal no centro da cidade, em Maricá.

De acordo com outros fatos, o local já foi palco de diversos acidentes, sempre envolvendo motociclistas.

O acidente tumultuou o trânsito no final da tarde
(Foto: Marcelo Bessa / Itaipuaçu Site)

Muitos curiosos no local
(Foto: Marcelo Bessa / Itaipuaçu Site)

A moto quase ficou debaixo do carro
(Foto: Marcelo Bessa / Itaipuaçu Site)

O trânsito teve de ser desviado
(Foto: Marcelo Bessa / Itaipuaçu Site)

O motociclista voou por cima do carro e ficou muito machucado
(Foto: Marcelo Bessa / Itaipuaçu Site)



Marcadores: , , , , , , , ,

Mineradora continua devastando o entorno da Lagoa Brava, em Maricá

Apesar da determinação da Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Defesa do Meio Ambiente e do Patrimônio Cultural do Núcleo Niterói em atendimento à ação civil pública ajuizada pelo Ministério Público que, em junho do ano passado, obteve liminar na Justiça para a suspensão imediata das atividades da Mineradora Santa Joana Ltda, que explorava a retirada de areia, aréola e turfa no município de Maricá, as atividades da mineradora no local continuam intensas e a pleno vapor.

Na época a ACP baseou-se em inquérito civil que reuniu diversas denúncias contra as atividades da mineradora. Conforme consta do relatório elaborado pelo Grupo de Apoio Técnico Especializado (GATE), a mineradora explorava atividade de mineração em áreas não licenciadas, além de realizar a extração de saibro sem autorização.

De acordo com a petição inicial, o dano ambiental verificado já era de difícil reparação, e respaldado no risco de maiores prejuízos provocados ao meio ambiente, pela extração mineral com supressão de mata nativa, e assoreamento da lagoa brava.

De acordo com o Ministério Público, "esses danos impedem qualquer recuperação florestal espontânea, e atingem áreas determinadas como as áreas de preservação, conservação e proteção ambiental e de especial interesse turístico", ressaltou o Ministério Público.

No entanto, segundo uma bióloga de uma unidade do INEA, situada no bairro do Recanto, em Itaipuaçu, procurada pela nossa reportagem na tarde desta quinta-feira, o instituto desconhece tal determinação e informou que as atividades da mineradora estão em conformidade com a Legislação Ambiental, pois a área em questão está sendo devastada para fins de interesse público.

Nota do editor

Um outro técnico da unidade sugeriu que entrássemos em contato com a Diretoria de Licenciamento na Superintendência Regional, em Niterói, através do telefone 2717-4669, o que fizemos de imediato. Porém, o atendente, desprovido de informações sobre o assunto, propôs que ligássemos diretamente para o superintendente, Dr.Ramon Vicente, fornecendo-nos um outro número. Todavia, o mesmo não quis nos atender e nos foi sugerido mais um outro número, desta feita do Departamento de Comunicação. Em contato com a assessoria de imprensa, ninguém soube nos fornecer, de imediato, nenhuma informação. Assim que tivermos mais informações divulgaremos em uma nova reportagem.

Aves marinhas convivem com a devastação, diariamente
(Foto: Marcelo Bessa / Itaipuaçu Site)
Reportagem e fotos: Marcelo Bessa






Marcadores: , , , , , ,

Juiz da Vara Criminal de Maricá manda citar prefeito por hora certa

Ao que tudo indica, o prefeito de Maricá, Washington Luiz Cardoso Siqueira, Quaquá, do PT, continua se escondendo da Justiça. Entretanto, dessa vez parece que não há mais saída para o político petista, réu na ação criminal de calúnia, injúria e difamação contra o jornalista Ricardo Vieira Ferreira, movida pelo Ministério Público. 

O Juiz da Vara Criminal da Comarca de Maricá, Dr. Felipe Gonçalves Carvalho da Silva, mandou citá-lo por hora certa, ou seja, mesmo não sendo encontrado, para a Justiça Quaquá fica CITADO, e, caso ele não compareça na próxima audiência que já está marcada para o próximo dia 3 de abril, será decretada a sua revelia. 








Marcadores: , , , , , , , , ,

Fluminense e Vasco empatam com Maracanã vazio: 1 a 1

Por William Amaral

Tricolor tem vantagem do empate no próximo jogo para ir à final

Ficou pra domingo. Em jogo equilibrado, Fluminense e Vasco empataram em 1 a 1 no primeiro jogo das semifinais do Carioca. Logo aos 4 minutos, Douglas cobrou falta pelo alto, a bola quicou e acertou a trave de Cavalieri. O Flu respondeu em cabeçada de Walter, que desviou na zaga. As chances se equivaliam, com Marlon, tirando em cima da linha, chute de Carlinhos após bola cruzada. Pelo lado cruzmaltino, Edmilson aproveitou rebote e chutou em cima de Cavalieri, vendo a bola tocar no travessão antes de ir à linha de fundo. O Flu voltou melhor no segundo tempo e, aos 10, Jean arrancou pouco depois do meio-campo, tabelou com Conca e rolou para Fred, que só empurrou para o gol vazio. O Gigante da Colina foi pra cima e conseguiu o empate aos 21, depois que Thalles completou cruzamento de Diego Renan. O ritmo diminuiu e aos 47, Jean foi expulso após parar contragolpe vascaíno com falta. A semifinal será decidida no próximo domingo e o Flu tem a vantagem do empate. O ponto fraco ficou por conta da ausência do torcedor: apenas 9.976 pagantes foram ao estádio. Para efeito de comparação, o Palmeiras levou, ontem, mais de 24 mil pagantes pelas quartas-de-final do Paulistão.



Marcadores: , ,

27 de março de 2014

Flamengo derrota Cabofriense pela semifinal do Carioca: 3 a 0

Por William Amaral

Everton, Paulinho e Alecsandro marcaram os gols

Um pé na final. Flamengo e Cabofriense fizeram o primeiro jogo de uma das semifinais do campeonato carioca e o Mengão levou a melhor: 3 a 0. Apesar da importância da partida, apenas 3.625 pagantes foram ao estádio e viram o time de Cabo Frio começar melhor e acertar a trave com 11 minutos de jogo. Seis minutos depois, foi o Fla quem acertou a trave, com Hernane, mas no rebote, Everton aproveitou para abrir o placar. Após sofrer o gol, a Cabofriense chegou perto de empatar com Éberson e Jardel, enquanto o time rubro-negro assustou em cobrança de falta de Luiz Antônio, que bateu na trave. Veio o segundo tempo e logo aos 5, Digão tocou para Hernane, que fez o pivô, ajeitando para Paulinho, que em velocidade, arrancou e tocou na saída do goleiro. Aos 28, Paulinho cobrou escanteio, Alecsandro desviou de cabeça e fez o terceiro. Dois minutos depois, o centroavante acertou o pé da trave em chute cruzado. Sem reação, a Cabofriense se resignou com o resultado e tentará revertê-lo no sábado.

Libertadores. O Atlético-PR foi o único brasileiro a jogar pela Libertadores nesse meio de semana e não foi bem. Perdeu, em casa. Para o Vélez Sarsfield-ARG por 3 a 1. O gol do Furacão foi marcado pelo zagueiro Dráusio. O time paranaense tem 9 pontos e está na 2ª posição do Grupo 1.

 



Marcadores: , ,

"Now you can have it"

Marcelo Bessa / Da série "O Diário de Rampion"

        Era fim de mês e eu estava sem dinheiro como sempre. Nessa época, embora com um inglês meio capenga, trabalhava na "Hertz" - uma locadora de automóveis, para executivos, multinacional - como motorista. Ao contrário da Locarbrás - meu primeiro emprego nesse ramo - não conseguira adaptar-me bem à empresa americana. Na brasileira eu estava entre os brasileiros, nós nos entendíamos. Na "Hertz" o pessoal era meio esquisito; havia alguns colegas estrangeiros, entre os quais dois irmãos gêmeos russos, cujos bisavós, segundo seus próprios relatos, eram foragidos da revolução bolchevista; um deles, aliás, muito puxa-saco, não gostava de mim e ainda por cima pediu-me um empréstimo logo no meu primeiro mês de trabalho e nunca mais saldou a dívida. Contara-me uma mentira: que o filho menor quebrara uma jarra caríssima na casa de alguém e que não tinha como pagar o estrago. Mais adiante, disseram-me que ele tinha o hábito de pedir dinheiro a todo mundo, contando sempre alguma história. Preferi esquecer o assunto, ou melhor, a dívida. Afinal, acalentando, na minha ingenuidade, sonhos de grandes realizações (eu me julgava um ser muito especial), não tinha tempo nem estômago para fazer cobranças de caraminguás a um indivíduo necessitado. E ainda por cima mentiroso. Entretanto, para compensar o fato de que meus colegas de trabalho eram muito desinteressantes, certo dia apareceu um novo funcionário. Era americano, franzino, cabelos pretos e um tanto ralos, inteligente, porém, com um jeito de débil mental. Contrastava gritantemente com os outros americanos. Parecia mais um brasileiro. Inclusive no jeito de ser esculhambado e meio indolente. Chamava-se Donald. Certa vez, conversando com ele animadamente, depois de termos ambos deixado nossos clientes no aeroporto e feito as entregas dos carros na garagem da firma, saímos para jantar. Reunimos os nossos tostões e verificamos que dariam para comermos uma pizza média. Propus-lhe irmos a um restaurante bem perto, na rua do Catete, cujo nome eu não lembro e nem sei se ainda existe.

        Uma pizza média para dois homens esfomeados era pouco, mas, conformados, fomos saboreando bem devagar a iguaria. Nesse ínterim, senta-se uma mulher bem perto de nós. Nossa pizza já terminara e ficamos os dois ali conversando. Alguns instantes depois o garçom trouxe uma pizza enorme, suculenta, para a mesa ao lado. A moça solitária começa a comer delicadamente, muito delicadamente, levando pequeninos pedaços à boca, mastigando-os devagar. Donald, esfaimado e irreverente, faz um comentário, iniciando-se logo um diálogo entre nós dois:

        __ Do you think she can eat it all? (Você acha que ela pode comer tudo?)
        __ I don't think so. (acho que não.)
        __ Let's ask her a piece. (Vamos pedir-lhe um pedaço.)
        __ I don't know. (Não sei.)
        __ God, I'm hungry! (Deus, estou faminto!)
        __ Look at that big mouth. (Olha aquela boca enorme.)
        __ What a big mouth. (Que boca enorme.)

        Íamos assim os dois conversando, rindo muito, enquanto a mulher, impassível, continuava mastigando vagarosamente a pizza. Lembro-me de ter dito que o mundo era injusto: __ It's not fair! (Não é justo!)

        Num determinado momento a mulher pediu a conta. Com os olhos compridos, vimos que ela deixara três quartas partes da pizza intactas. Aí nossa fome aumentou. Efetuado o pagamento, o garçom, como é natural, fez menção de recolher a bandeja com o resto da pizza, mas a mulher lhe disse:

        __ Um momentinho. Levantou-se, segurando a bandeja. Veio até a nossa mesa e gritou:

        __ Now you can have it! (Agora vocês podem tê-la)

        Ato contínuo, atirou a bandeja em nossa mesa com estardalhaço e retirou-se batendo os saltos dos sapatos com força no chão. Donald que era um cínico, já ia atacar a pizza, quando eu, brasileiro e subdesenvolvido, de maneira ríspida, dei ordem ao garçom para que retirasse a bandeja de nossa mesa.

        Alguns dias depois, de volta aos trabalhos, Donald ainda se mostrava inconformado por não ter comido o resto que a mulher nos atirou. Eu me limitava a dizer:

        __ Forget it. (Esquece.)





Marcadores: , ,

26 de março de 2014

Acidente entre dois carros causa lentidão no trânsito da RJ 106, em Maricá

Reportagem e fotos :: Marco Bechkert
Edição de texto :: Marcelo Bessa

Um acidente envolvendo dois carros no fim da tarde desta quarta-feira deixou o trânsito lento na rodovia RJ 106, altura do Km 27,5, em Itapeba (Maricá).

De acordo com testemunhas, por volta das 17h30, um veículo Ford Fiesta seguia no sentido Araruama quando levou uma fechada de um outro veículo não identificado, perdeu a direção e acabou atingindo um Toyota Corolla que vinha logo atrás, no mesmo sentido. Com o impacto, o Corolla capotou espetacularmente e parou, só depois de bater numa passarela de pedestres da localidade. O veículo causador do acidente se evadiu do local sem prestar socorro.

Por sorte, nenhum dos condutores se feriu. Apenas uma senhora que estava no banco carona do 'Fiesta' precisou de cuidados médicos. Ela foi atendida por uma equipe de socorristas do SAMU e encaminhada de ambulância para o hospital municipal Conde Modesto Leal. Segundo informações, ela passa bem.

O fluxo do trânsito ficou complicado por causa do acidente
(Foto: Marco Bechkert)
Correio RJ / Itaipuaçu Site





Marcadores: , , , , ,

Ex-presidente da CBV fez farra, em casa de praia, com verba da entidade

Por William Amaral

Queda precoce na Libertadores pode causar atraso de salários no Fla

Mais escândalo. Ontem saiu mais um capítulo da série de denúncias do jornalista Lúcio de Castro, da ESPN, à gestão Ary Graça na Confederação Brasileira de Vôlei. No novo absurdo feito pelo ex-presidente da CBV, a entidade custeou em mais de R$ 570 mil uma recepção que Ary fez para presidentes de confederações internacionais do vôlei em sua casa, em Angra dos Reis. A festa, de três dias, aconteceu três meses após Graça ser eleito presidente da Federação Internacional de Vôlei pelos membros que recebeu em sua casa. No site oficial da FIVB, o dirigente declarou que é preciso “trabalhar honestamente e com transparência”. Irônico, não.

Graça falou. Em entrevista ao “Lance!”,Ary Graça se disse surpreso pela série de irregularidades descobertas, além de dizer que nada é irregular. O dirigente também disse ser vítima de uma disputa pelo poder na CBV. Na parte mais surpreendente da entrevista, Ary disse se sentir traído: “É a sensação mais desagradável do mundo. Pessoas que você ajudou a ganhar muito dinheiro, fama, agora estão voltando contra você”. Não se sabe como, o ex-presidente deu essa “ajuda”. Vale conferir ler a entrevista completa, e contraditória, no link acima.

Planejamento? O vice de finanças do Flamengo, Rodrigo Tostes, declarou que caso o Flamengo seja eliminado na primeira fase da Libertadores, a garantia de salários em dia no clube vai para o buraco. Além disso, afirmou que o planejamento prevê que o clube chegue, no mínimo, às quartas-de-final da competição sulamericana. Em situação complicada na Libertadores, o Flamengo deixaria de arrecadar aproximadamente R$ 1,3 milhão fora a bilheteria das oitavas-de-final, mais R1,5 milhão e a renda das quartas-de-final. Preocupante a forma como o clube se planeja com receitas incertas.








Marcadores: , ,

Presidente da Comissão de Segurança da ALERJ pede Batalhão da PM para conter violência nos ônibus

A Comissão de Segurança Pública da Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) vai cobrar do Governo estadual uma série de providências para reforçar o policiamento nos ônibus. Em audiência pública nesta terça-feira (25) para discutir as causas da violência contra motoristas e cobradores, os rodoviários reclamaram da violência diária nos coletivos, que inclui assaltos, roubos e agressões de todo tipo.  

Deputado Iranildo Campos
(Foto: Marcelo Bessa)
O presidente da Comissão, deputado Iranildo Campos (PSD), propôs a criação de um batalhão especial da PM para o policiamento e a prevenção de crimes nos ônibus. Hoje, o policiamento só é feito na capital, através do Grupamento Transportado em Ônibus Urbano (GPTOU). A Região Metropolitana não conta com esse tipo de proteção. Além disso, o efetivo do GPTOU é muito pequeno. São apenas 70 policiais na área do Centro e 25 na Zona Oeste, número insuficiente para conter a ação de bandidos nos coletivos. 

Iranildo propõe também a criação de um banco digital contendo as imagens capturadas pelas câmeras de monitoramento dos ônibus. As imagens são fundamentais para o esclarecimento de crimes e o reconhecimento de agressores. No entanto, as empresas de ônibus mantêm as imagens armazenadas por apenas 30 dias. Após este prazo, elas são apagadas. 

“Com o arquivo digital, as imagens ficarão armazenadas pelo tempo que durar o inquérito policial. Muitas vezes, um assaltante deixa de ser reconhecido e julgado porque a imagem é apagada 30 dias depois do crime. O banco digital vai ajudar a elucidar uma série de ocorrências”, afirma Iranildo. 

Outra proposta em debate foi a implantação de cofres com “boca de lobo” nos ônibus, para proteger a guarda de dinheiro e desestimular os assaltos. Esse tipo de crime registra maior incidência em vias expressas, como a Ponte Rio-Niterói e as Avenidas Brasil e Ayrton Senna.  Durante a audiência, o presidente do Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Ônibus da Cidade do Rio de Janeiro (Sintraturb-Rio), José Carlos Sacramento, disse que a categoria vive hoje uma situação insustentável. “Estamos expostos e indefesos. Diariamente, somos vítimas de assaltos, agressões e ameaças. Muitos colegas deixaram de trabalhar ou estão encostados por não suportar 12 horas de tensão diária. Essa violência atinge tanto os rodoviários quanto os passageiros”, ressaltou.

Outro problema recorrente é a resistência dos profissionais e das empresas em denunciar os crimes. Segundo o GPTOU do 5º BPM (Centro), as ocorrências policiais nos ônibus dispararam este ano. Foram seis registros em janeiro e 11 em fevereiro, contra 3 e 4 nos mesmos meses de 2013, respectivamente. No Grupamento da Zona Oeste, criado em 17 de dezembro do ano passado, foram registradas 36 prisões e a apreensão de duas pistolas e um revólver, além de  pequenas quantidades de cocaína, maconha e crack.  

Participaram da audiência o presidente da Federação dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário, Antonio de Freitas Tristão; o presidente da Nova Central Sindical, Sebastião José da Silva; o diretor de Comunicação da Fetranspor, Paulo Fraga; o delegado de Polícia Civil Carlos Augusto Neto Leba, o capitão PM Marcelo Alves (GPTOU do 5º BPM), o diretor técnico do Detro, João Cassimiro Araújo, e o diretor do Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários de Niterói, Antonio da Conceição Silva. Pela Comissão de Segurança Pública, estiveram presentes os deputados Flavio Bolsonaro (PP), Paulo Ramos (PSol) e Zaqueu Teixeira (PT).

JB





Marcadores: , , , , , , , ,

25 de março de 2014

Operação da polícia causa grande "preju" ao tráfico, em Maricá

A 4ª Cia da Policia Militar (Maricá) armou uma grande operação com a ajuda da BAC (Batalhão de Ações com Cães) e apreendeu grande quantidade de drogas, em uma ilha desabitada.


Reportagem e fotos :: Marco Bechkert

Nesta segunda feira, dia 24, policiais suspeitaram de uma grande movimentação que acontecia em uma ilha desabitada no bairro Boqueirão, na cidade de Maricá (RJ). Os mesmos armaram uma campana para vigiar o local e, aproximadamente às 11h, avistaram um barco saindo da ilha. Ao notarem a presença da Polícia, o barco e seus ocupantes empreenderam fuga, deixando para trás aproximadamente 1000 cápsulas de cocaína.

Os policiais da 4ª Cia acionaram o BAC (Batalhão de Ações com Cães) que chegou rapidamente ao local, a bordo de um helicóptero. A partir de então ambas as equipes iniciaram uma busca na ilha, com a ajuda de um cão farejador chamado 'Bethoven', que encontrou, enterrado, cerca de 2 kg de pasta base de cocaína, 15 Kg de maconha e vasto material para endolação.

A operação continuou noite adentro e, hoje (25), foram encontrados mais 30 kg de maconha. Essa droga,segundo informações, é proveniente da comunidade do Cocadinho e continha marcas do Comando Vermelho.

Outras buscas estão sendo feitas na ilha e na comunidade do Cocadinho.

Ainda segundo a polícia, a operação foi muito bem sucedida e acabou dando um grande prejuízo ao tráfico.

Com as UPPs sendo instaladas no Rio de Janeiro e o efetivo de cidades, como Maricá, continuando com o mesmo numero (39 policiais de serviço por dia), esse tipo de apreensão está cada vez mais corriqueira na cidade.

Policiais saem em busca dos traficantes
(Foto: Marco Bechkert)

Uma grande quantidade de drogas foi apreendida
(Foto: Marco Bechkert)

Bethoven, o super cão da polícia fareja até debaixo d'água
(Foto: Marco Bechkert)








Marcadores: , , , , , ,

Inaugurada lotérica no Jardim Atlântico, em Itaipuaçu

Depois de muita espera e ansiedade por parte dos moradores do bairro Jardim Atlântico, em Itaipuaçu (Maricá-RJ), a "Itaipuaçu Loterias" situada na Rua Professor Cardoso de Menezes, antiga Rua 1, foi, finalmente, inaugurada na manhã desta segunda-feira (24).

A nova lotérica deve facilitar bastante a vida dos moradores daquela localidade que até então tinham que se deslocar até o Barroco para efetuar os pagamentos de suas contas. A loja funcionará de segunda à sexta, a partir das 8h30 até às 17h30, e aos sábados até o meio-dia e meia.

A 'Itaipuaçu Loterias' deve desafogar o atendimento da lotérica no Barroco, cujas filas costumam ser enormes.





Marcadores: , , , , ,

Ladrões roubam lanchonete em Itaipuaçu, ao lado do DPO

Bandidos arrombaram a lanchonete Hugostoso no 'Shopping da Praia' que fica ao lado da praça do DPO de Itaipuaçu, na madrugada desta segunda-feira(24). Segundo informações, os ladrões entraram por uma janela basculante através de um terreno baldio ao lado da loja e levaram o dinheiro do caixa.

De acordo com uma das sócias da lanchonete, em rápida entrevista ao ITAIPUAÇU SITE, logo após chegar à loja, pela manhã, e constatar o arrombamento e o roubo, encaminhou-se até o DPO, do outro lado da rua, e fez a queixa. Porém, o policial que estava de plantão disse que não podia fazer nada naquele momento e aconselhou-a a ir até a Delegacia no centro de Maricá para fazer um registro de ocorrência.

Lanchonete assaltada no Shopping da Praia
(Foto: Marcelo Bessa / Itaipuaçu Site)

A loja assaltada fica quase em frente à praça do DPO
(Foto: Marcelo Bessa / Itaipuaçu Site)

DPO (Foto: Marcelo Bessa / Itaipuaçu Site)

O basculante por onde os ladrões entraram
(Foto: Marcelo Bessa / Itaipuaçu Site)





Marcadores: , , , , , , ,

Residência pega fogo em Itaipuaçu mas vizinhos conseguem apagar

Um provável curto-circuito na fiação elétrica pode ter sido a causa de um incêndio no final da tarde desta segunda-feira (24) em uma pequena residência situada na rua 16, no bairro São Bento da Lagoa, em Itaipuaçu.

Segundo informações, o incêndio começou por volta das 17h. No momento do incidente, os moradores não estavam em casa e os vizinhos ajudaram a controlar as chamas com baldes de água. De acordo com comentários do Sr. Léverton, que reside quase em frente à casa, "por sorte a caixa d'água estava cheia e contribuiu para que o fogo fosse controlado rapidamente."

O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas quando eles chegaram ao local o fogo já tinha sido apagado. Um dos cômodos ficou totalmente destruído. Ninguém se feriu.

Bombeiros chegam ao local, mas o fogo já havia sido controlado
(Foto: Marcelo Bessa / Itaipuaçu Site)




Marcadores: , , , , , ,

Romário dispara ‘metralhadora cheia de mágoas’ em entrevista

Por William Amaral

Portuguesa entrará na justiça e zagueiro de saída do Fla

Língua solta. Em entrevista ao programa Linha de Passe, da ESPN, o Deputado Federal Romário falou sobre vários assuntos, dentre eles, a Copa-2014 e as Olimpíadas-2016.

O Baixinho afirmou que torcerá pela seleção na Copa, mas admitiu que o título fará com que “muitos problemas fiquem por baixo dos panos”. O ex-craque disse também que assim como a maioria dos brasileiros, foi enganado pelo discurso do Governo de que a Copa do Mundo seria realizada com 90% de investimentos privados, que não passou de 2%. Romário também afirmou que vai tentar fazer com que haja uma CPI para investigar o Comitê Olímpico Brasileiro, que tem Carlos Arthur Nuzman na presidência desde 1995. Sobre o futebol brasileiro, o craque de 94 disse que se as o comando não mudar de mãos, a tendência é que os jogos nacionais fiquem cada mais desinteressantes para o público. Sobre os ingressos da Copa para deficientes, ele disse que espera que o compromisso firmado pela CBF e pelo COL seja cumprido. Para encerrar, o futuro candidato ao Senado Federal criticou Roberto Dinamite como presidente do Vasco e pediu pela volta de Eurico Miranda ao cargo.

Justiça. A Portuguesa agendou para o dia 31 de março a entrada na Justiça Comum para que o clube permaneça na Série A do Campeonato Brasileiro. É a última maneira pela qual a Lusa tentará seguir na 1ª divisão, uma vez que foi derrotada em todas as instâncias no STJD.  

Menos um. O zagueiro González rescindiu contrato com o Flamengo e já voltou para o Chile. O jogador, que tem esperança de ir à Copa do Mundo, não estava sendo aproveitado no Mengão e sequer foi inscrito na Libertadores da América. A torcida não gostava muito do lento zagueiro, que não deixará saudade. González disputou 75 jogos e marcou dois gols pelo Flamengo, onde chegou em 2012.







Marcadores: , ,

Prefeito de Maricá debocha da Justiça

Reportagem :: Marcelo Bessa

O prefeito Washington Luiz Cardoso Siqueira (foto), vulgarmente conhecido como Quaquá, do PT, mais uma vez, no início da tarde desta segunda-feira (24), não compareceu à audiência de instrução na Vara Criminal de Maricá, onde ficaria, perante ao Juiz, cara a cara com o jornalista e ex-secretário municipal de transportes, Ricardo Vieira Ferreira.

A audiência já havia sido remarcada desde o último dia 18 a pedido dos advogados do prefeito que, naquela ocasião, segundo eles, encontrava-se fora do país, em viagem na França. No entanto, novamente, Quaquá não compareceu. De acordo com sua advogada, o prefeito, embora intimado, ainda não havia sido encontrado.

Audiência

As partes foram chamadas à sala de audiência da Vara Criminal por volta das 13h20. Logo de início, o Juiz de Direito, Dr. Felipe Carvalho Gonçalves de Silva, indagou à advogada do prefeito:

_ Cadê o réu?
_ O réu, a gente não conseguiu falar com ele, excelência. Inclusive, gostaríamos de solicitar um prazo maior... _ respondeu a advogada.
_ Doutora, só vou adiar a audiência mais uma vez. Se, na próxima, ele não comparecer, vou decretar o réu a revelia. Vou remarcar para daqui a dez dias, para não haver desculpas._ decidiu o magistrado, que remarcou a próxima audiência para o dia 3 de abril às 13h30.

Ação

A ação foi movida por Ricardo Vieira Ferreira, cuja parte autora é o Ministério Público, contra o prefeito Washington Quaquá por crimes de injúria, calúnia e difamação. Segundo os autos do processo, Quaquá, durante a solenidade de inauguração do Terminal Rodoviário de Itaipuaçu, no dia 31 de março de 2012, afirmou, perante um grande público, que o ex-secretário havia sido exonerado do seu governo porque favorecia a empresa de ônibus local, Viação Nossa Senhora do Amparo (confira a reportagem).

Os fatos

Na verdade, segundo fatos históricos, Ricardo Vieira Ferreira foi exonerado por não se alinhar a um suposto esquema de corrupção que estava se formando dentro do governo, no início daquela gestão, sob a batuta do próprio prefeito Quaquá e de Paulo Delgado, na época secretário executivo. Segundo as próprias palavras de Quaquá, "Ricardo Vieira Ferreira era incompatível com o seu governo".

Mais tarde, já em 2010, com Ricardo já fora do governo, assumiu como secretário do Desenvolvimento Econômico o assessor de Jose Dirceu, Marcelo Sereno. Maria Helena Alves Oliveira, também veio a mando do ex- ministro Dirceu e assumiu a secretaria de Administração. Paulo Delgado foi para a secretaria de Obras.

Nessa época, o ex-subsecretário municipal de Meio Ambiente, Tiago Rangel, descobriu notas fiscais de compra de materiais de construção em nome de uma empresa de auto-peças de Niterói, entre outras supostas falcatruas, dentro da Secretaria de Obras, o que o originou a produzir um "dossiê" cujas provas levaram alguns vereadores à abertura de uma CPI na Câmara Municipal a fim de que tais fatos fossem investigados. Porém, "fatos estranhos" acabaram por esvaziar a CPI. Em um deles, o então presidente da comissão de justiça da câmara, vereador Caiu Motorista, acabou se afastando da casa para assumir a secretaria de esportes, na prefeitura. Por causa dessas suspeitas, inclusive, o vice-prefeito Uilton Viana pediu licença do cargo.

Desde então, Ricardo Vieira Ferreira tem sido uma pedra no sapato do prefeito Washington Quaquá e o vem denunciando, frequentemente e impiedosamente, sempre abalizado em provas documentais, junto ao Ministério Público.






Marcadores: , , , , , , , , , , , , , , , ,

24 de março de 2014

Petistas de Maricá dão calote e farreiam com milhões dos cofres públicos

Depois de ter retirado dos cofres públicos R$ 4,5 milhões para, supostamente, entregar à escola de samba Grande Rio, de Caxias, a Prefeitura de Maricá (RJ), via Secretaria Municipal de Turismo, anunciou no seu jornal oficial (JOM) uma "tomada de registro de preços" no valor de R$ 8.574.018,00 (oito milhões, quinhentos e setenta e quatro mil e dezoito reais) para futuros gastos com eventos artísticos na cidade.

Apesar dos gastos milionários imputados àquela secretaria, há graves denúncias de que os músicos locais que trabalharam durante as festas de final de ano nos palcos do município ainda não receberam nenhum centavo. De acordo com as mesmas denúncias, os artistas da cidade que fizeram shows durante o carnaval também ainda não receberam e só deverão receber depois do mês de junho, se receberem.

Outra grave denúncia surgiu nas redes sociais da internet na semana passada em relação à falta de pagamentos devidos a funcionários que foram exonerados. Segundo a denúncia, estes ex-funcionários estão tentando receber há dois anos por um mês trabalhado. Uma professora, por exemplo, filiada ao próprio PT, entrou com processo administrativo e, apesar de, segundo ela, ter falado com o próprio prefeito Quaquá e o secretário de articulação política, Paulo Fatigatti, até agora nada ficou resolvido.

Por outro lado, logo após o carnaval, o prefeito Washington Quaquá e uma comitiva formada pelo presidente da câmara, Fabiano Horta, o secretário do desenvolvimento econômico, Lourival Casula, a 1ª dama, Rosângela Zeidan, a filha do ex-presidente Lula, Lurian da Silva (todos do PT) e mais um punhado de convidados, viajaram rumo à Europa. Segundo informações da prefeitura, todos foram participar de uma feira de negócios na cidade de Cannes, na França. Entretanto, eles retornaram na semana passada e até agora nenhuma nota ou notícia foi divulgada sobre supostos resultados benéficos dessa viagem para o município.









Marcadores: , , , , , , , , , , , , , ,

Fla, Flu e Vasco vencem na despedida da 1ª fase do Carioca

Por William Amaral

Botafogo se despede com empate e pior público entre os grandes
  
Muitos gols. O Mengão recebeu a Cabofriense no Maracanã e venceu um duelo recheado de gols. Os pouco mais de 4 mil pagantes viram o time reserva do Fla começar o jogo com tudo. Aos 16, após toque na mão do zagueiro Victor Silva dentro da área, Alecsandro abriu o placar na cobrança da penalidade. Seis minutos depois, Paulinho ampliou. Aos 45, Mugni fez mais um, com belo toque por cobertura. O segundo tempo voltou no mesmo ritmo do primeiro, e com apenas um minuto, Luiz Antônio fez o quarto do rubro-negro. Aos 13, Éberson diminuiu e quatro minutos depois o mesmo Éberson fez mais um gol. Aos 20, Alecsandro testou forte e fez o quinto gol do Flamengo. Aos 42, Fabrício Carvalho fez o terceiro do time de Cabo Frio. Foi só. Os dois times voltarão a se enfrentar pelas semifinais do Carioca. Os jogos acontecerão na quarta-feira e no sábado.

Vitória tranquila. O Fluminense recebeu o Volta Redonda em Macaé e derrotou o adversário por 3 a 1. O primeiro gol veio aos 36 minutos, após cruzamento de Bruno e conclusão precisa de Walter. O Tricolor seguiu superior e aumentou a vantagem aos 23 da segunda etapa com Fred, que completou cruzamento rasteiro de Jean. Seis minutos depois, Wagner fez mais um gol, matando a partida. Aos 42, o Voltaço diminuiu com Tiago Amaral, fechando o placar. Nas semifinais, o Flu enfrentará o Vasco, tendo a vantagem de jogar por dois empates.

Goleada. O Vasco recebeu o Duque de Caxias em São Januário e atropelou o adversário diante de 2392 pagantes. Com apenas 7 segundos de jogo, Edmílson lançou Reginaldo e o atacante abriu o placar. Aos 14, Aranda encontrou Everton Costa livre na área e o cabeludo não desperdiçou: 2 a 0. Na segunda etapa, o Gigante da Colina não demorou a ampliar o placar. Aos 7, jogada do trio de ataque. Reginaldo cruzou da esquerda, Everton Costa ajeitou de cabeça para Edmílson, que bateu e correu para o abraço. Aos 37, o fraquíssimo Duque de Caxias levou mais um gol de Edmílson, que fechou o placar. Edmílson é o artilheiro do campeonato com 10 gols. O Vascão enfrentará o Fluminense nas semifinais.

Despedida melancólica. Longe de se classificar no Carioca, o Botafogo apenas empatou com o Nova Iguaçu e deu adeus à competição estadual, com um bisonho 9º lugar. O time da Baixada Fluminense saiu na frente com Dieguinho aos 36 do primeiro tempo. Na segunda etapa, aos 12, Cidinho sofreu pênalti, que Zeballos converteu e empatou o jogo. A partida também marcou o recorde negativo de público pagante: apenas 308 pessoas mexeram na carteira para assistir a pelada.







Marcadores: , ,

Jovem é assassinado com tiro na cabeça, em Maricá

Um homem identificado como Julyen Lopes Moraes, de 24 anos, foi executado a tiros, em São José do Imbassaí, distrito de Maricá, na madrugada da última sexta-feira.

Corpo foi encontrado por moradores
(Foto: João Henrique / Divulgação)
O corpo do jovem foi encontrado pela manhã, caído no chão ao lado de uma moto, próximo à Ponte dos Macacos, caminho utilizado por moradores do bairro para acessar a restinga da região.

Após perícia técnica, o corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Itaboraí. A motocicleta que estava com a vítima foi levada para a 82ª DP (Maricá), que investiga o caso.

Com informações de O São Gonçalo





Marcadores: , , , , , ,